LOADING

Type to search

18 de março: Eleições Presidenciais na Rússia

Share

No dia 18 de março ocorrerá na Rússia a eleição para a escolha do próximo Presidente que comandará o país. No total, são sete candidatos que estão concorrendo oficialmente pelo posto, inclusive o atual Mandatário russo, Vladimir Putin, e, mesmo tendo outros seis concorrentes, ele é cotado como o preferido, com 67% da intenção dos votos.

Vladimir Putin está no poder desde 2000, quando ganhou sua primeira eleição presidencial, e se reelegeu em 2004. Entretanto, pelo fato de a Constituição russa impedir que a mesma pessoa seja reeleita para um terceiro mandato consecutivo, Putin não teve condições de se candidatar em 2008. Assim, Dmitry Medvedev, sua principal opção para sucedê-lo, ocupou o cargo da Presidência entre 2008 e 2012 e Putin tornou-se o Primeiro-Ministro nessa ocasião. Durante o período de Medvedev, foi aprovada uma lei que garantiu a extensão do mandato presidencial, de quatro anos de duração para seis anos, que entraria em execução para o próximo Presidente eleito.

Alexei Navalny, o principal opositor de Putin

Essa decisão política, tomada em 2008, foi vista por muitos como uma manobra para que o ex-mandatário retornasse ao poder em 2012 e conseguisse se manter nele por mais tempo. Na época, ele não havia ainda se pronunciado se iria concorrer novamente ao cargo presidencial, entretanto, foi exatamente o que ocorreu. Dessa maneira, pode-se afirmar que Vladimir Putin está há 18 anos no poder e poderá somar mais 6 anos se na eleição do dia 18 se concretizarem os prognósticos das pesquisas eleitorais.

Esse processo é visto com desconfiança pelos países ocidentais, os quais declaram que a Rússia não vive de fato uma democracia. Os meios de comunicação afirmam também que uma insatisfação vem crescendo no povo russo, sendo essa visão sustentada pelo principal opositor de Putin, Alexei Navalny, que estava na corrida presidencial até o final de dezembro de 2017, entretanto foi impedido pela comissão eleitoral central de concorrer, por conta de sua condenação em um caso de fraude. O fato é que Navalny era o único capaz de concretamente disputar contra Putin.

O atual presidente da Federação Russa, Vladimir Putin

Com seu opositor fora da corrida, o caminho até a reeleição tornou-se fácil, visto que nenhum dos outros candidatos possui força política capaz de chegar realmente ao cargo. Além disso, é evidente a popularidade do atual Mandatário em toda a Rússia e, mesmo que no ocidente se afirme que há muita manipulação, Putin é visto como o responsável por reerguer o país e colocá-lo novamente no papel de protagonista internacional. Por isso, as eleições de 2018 ainda não ocorreram, mas o resultado tem se mostrado como quase certo para todos.

Entretanto, parece que a questão mais relevante não mais é quem irá assumir a Presidência da Federação Russa em 2018, mas, sim, quem poderá ocupar o cargo em 2024, para quando está marcado o próximo pleito eleitoral presidencial. Em 2024, se forem confirmados os cenários de reeleição do atual Presidente, ele já terá exercido dois termos consecutivos, portanto, não poderá se candidatar novamente. Diante disso, de acordo com Alexei Makarkin, vice-chefe do Centro de Tecnologias Políticas, o desafio de Putin é criar um sistema estável de poder capaz de funcionar após sua saída oficial, visto que o sistema atual é baseado na força da liderança de apenas uma pessoa, o Presidente.

A Rússia teve vários altos e baixos desde que Vladimir Putin chegou ao poder pela primeira vez, em 2000. No entanto, é notório que o país voltou a desempenhar um papel importante na política internacional sob o seu comando e, por isso, este protagonismo de Putin, somado ao entrave constitucional que impede três mandatos consecutivos, transformou a escolha do seu sucessor, caso ele seja eleito, como algo tão importante quanto o resultado dessa eleição que ocorrerá neste mês (março de 2018). Nesse sentido, o futuro da Rússia na próxima década vai começar a se desenhar ao mesmo passo que o quarto mandato de Putin se desenrolar, se confirmados os prognósticos deste momento.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Logo da Eleição Presidencial Russa de 2018” (Fonte):

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:President_el_in_Russia_2018.png

Imagem 2 Alexei Navalny, o principal opositor de Putin” (Fonte):

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Alexey_Navalny_(2007).jpg

Imagem 3 O atual presidente da Federação Russa, Vladimir Putin” (Fonte):

https://commons.wikimedia.org/wiki/Category:Vladimir_Putin_official_large_photos#/media/File:Vladimir_Putin_-_2006.jpg

Isabela Joia - Colaboradora Voluntária

Bacharela em Relações Internacionais pelas Faculdades de Campinas (FACAMP) e atual graduanda em Ciências Econômicas pela mesma instituição. Participou da Newsletter do Centro de Estudos de Relações Internacionais (CERI) da FACAMP como redatora e corretora de artigos. Fez sua tese de conclusão de curso sobre as relações diplomáticas entre a Rússia e os Estados Unidos no pós Guerra Fria. Tem grande paixão pela escrita e por assuntos relacionados à Segurança Internacional e Diplomacia.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.