LOADING

Type to search

A unidade nacional nas eleições francesas

Share

Nas últimas semanas a corrida presidencial na França ganhou novos rumos e perspectivas. O candidato do “Partido Socialista”, François Hollande, iniciou a disputa presidencial como favorito nas pesquisas eleitorais. Entretanto, pesquisas realizadas na última sexta-feira, dia 23 de março, apontaram a liderança do atual presidente, Nicolas Sarkozy. Segundo o “Institut Français d’Opinon Publique” (Ifop), o presidente francês aparece pela primeira vez à frente, com 28,5% das intenções de voto, já o candidato socialista, com 27%*.

 

As ações de Sarkozy aos atentados ocorridos em Toulouse, no último dia 19, podem ser consideradas como um dos grandes fatores de mudança do cenário político na França. As pesquisas realizadas na última sexta-feira, analisando a atuação do presidente ao atentado, demonstraram aceitação de 74% dos entrevistados*.

Diferentemente do esperado, Sarkozy não aprofundou o discurso referente ao excesso de imigrantes no país, mas apostou na “defesa da unidade nacional francesa”. Segundo a publicação inglesa, “The Economist”, o Presidente reconheceu, nas últimas semanas, em público, seus erros anteriores e fortaleceu o discurso favorável a unidade nacional. Ameaçou retirar a França do “Acordo de Schengen” – responsável pela livre circulação de pessoas entre os países europeus signatários – caso os países europeus não realizassem um controle maior de imigrantes em suas fronteiras, além de propor proteções às empresas francesas, ameaçando taxar corporações que deixam o país procurando benefícios fiscais**.

——————-

Fontes:

* Ver O Estado de São Paulo” (Versão Impressa: 25 de Março de 2012 – “Atentados agitam a campanha francesa”)

** VerThe Economist” (Versão Impressa: Volume 402, Número 8776. 17-23 de Março de 2012)


Tags:
Thiago Babo - Colaborador Voluntário

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!