LOADING

Type to search

Share

No dia 9 de agosto, com a proximidade das Eleições Presidenciais Argentinas, cerca de 30 milhões de eleitores foram às urnas para a prévia eleitoral denominada “PrimáriaAbertaSimultânea e Obrigatória” (PASO). As prévias definem quem são os candidatos que irão disputar a sucessão da Christina Kirchner.

O candidato governista, Daniel Scioli, candidato único da “Frente para a Vitória”, alcançou 37,34% dos votos válidos, conseguindo a liderança. Ele foi seguido por Maurício Macri, o atual Prefeito de Buenos Aires, que ficou com 30,99% dos votos e representará a “Cambiemos”, pela oposição[1].

As prévias ocorrem dois meses e meio antes do pleito oficial, marcado para o dia 25 de outubro, e servem como indicador da opinião pública. Com isso, espera-se novo avanço à reestruturação das alianças políticas[2].

Nessa fase das primárias, os eleitores, entre 18 e 70 anos, escolhem os nomes que irão compor a lista de candidatos para as eleições gerais nos cargos executivos e legislativos, além de eliminar possíveis candidatos com  porcentagem menor de 1,5% dos votos. A título de exemplo, para mostrar como no PASO já ocorre a indicação dos possíveis vencedores e daqueles que concentrarão as atenções da sociedade, em 2011, Cristina Kirchner, no PASO, derrotou o seu adversário Ricardo Alfonsín, da União Cívica Radical (UCR), com mais da metade dos votos[3].

Apesar dos resultados, isso não significa que o pleito futuro esteja definido, pois, conforme afirmado, novas composições deverão ser construídas. Apesar da existência de candidatos expressivos, espera-se a preservação da polarização entre Scioli e Macri[4], mesmo que o candidato Sérgio Massa (da UNA), ungido com 20,6% da preferência do eleitorado, esteja se consolidando como a terceira força dessas eleições. Exatamente por isso, ele pode ser o fiel da balança, com influência direta no resultado final do pleito.

———————————————————————————————-

Imagem (Fonte):
http://www.lanacion.com.ar/1817933-scioli-se-imponia-por-cinco-puntos-ante-cambiemos-y-el-escenario-quedo-abierto

———————————————————————————————-

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://redelatina.cartacapital.com.br/argentina-faz-ensaio-geral-para-eleicoes-presidenciais-neste-domingo/

[2] Ver:

http://www.lanacion.com.ar/1815706-quebrar-la-polarizacion-la-gran-apuesta-de-massa

[3] Ver:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2015-08/argentina-processo-sucessorio-comeca-com-previas-nacionais-no-domingo

[4] Ver:

http://www.lanacion.com.ar/1815608-el-frente-para-la-victoria-supera-a-cambiemos-y-la-pelea-es-por-la-diferencia

———————————————————————————————-

Ver Também:

http://www.lanacion.com.ar/1815608-el-frente-para-la-victoria-supera-a-cambiemos-y-la-pelea-es-por-la-diferencia

Rogerio Carvalho - Colaborador Voluntário Júnior 1

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Estratégia Marítima da Escola de Guerra Naval (EGN). Bacharel em Direito pelas Faculdades Integradas de Guarulhos. Pós-graduado em Direito Público pela Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção de São Paulo.Atua no ramo da advocacia desde o ano 2000. No Magistério Superior, ministrou aulas em diversas disciplinas na área do Direito Público na Unicaldas - Faculdade de Caldas Novas. Possuidor do curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE) da Escola Superior de Guerra (ESG), bem como o Curso Superior de Defesa e o Curso de Gestão de Recursos de Defesa (CGERD).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.