LOADING

Type to search

Até onde o Japão estaria disposto a avançar?

Share

A rede de noticias oficial japonesa, NHK, comunicou que uma delegação japonesa está reunida com o quarto homem do Partido Comunista da China”, Jia Qinglin. Os representantes de Tokyo tem por objetivo reparar as relações bilaterais com a China.
A que tudo indica, sua missão não terá êxito, pois Beijing mantém as barreiras contra produtos japoneses no país e continua com as fortes críticas contra a ação japonesa de nacionalizar as “Ilhas Senkaku” (Diaoyu). Os chineses agora estão levando suas críticas aos “Fóruns Internacionais” e conquistando aliados no sul e sudeste da Ásia.

Enquanto o mundo volta as atenções para uma possível crise diplomática entre China, Taiwan e Japão, poucos estão atentos ao que ocorre um pouco ao norte do sudeste asiático. Ontem, o chanceler sulcoreano, Kim Sung-hwan, emitiu uma crítica forte contra Tokyo, referente a reinvidicação japonesa perante as ilhas de Dokdo, que são disputadas entre Japão e Coreia.
Consultando as principais mídias asiáticas, observa-se que há diversos especialistas considerando que o Japão está fechando suas relações com seus principais vizinhos. Para ilustrar a situação, devido aos protestos que estão ocorrendo apenas na parte continental da China, a empresa japonesa Heiwado já perdeu mais de 6 milhões de dólares. Em entrevista para a NHK, Hirakazu Natsuhara, o presidente da empresa, comunicou que a perda pode superar os 17 milhões de dólares até o fim do ano.
Os problemas territoriais mal resolvidos antes e no pós “II Guerra Mundial” estão deixando o Japão cada vez mais isolado perante a resolução de vários casos com seus vizinhos.

O país está para entrar na pior crise diplomática deste início de século XXI, podendo sofrer danos em suas relações políticas e econômicas com a “Coreia do Sul”, com a China e com Taiwan.

Ironicamente, o Governo japonês ainda pode fazer surgir um acontecimento histórico, conseguir unir Seul, Beijing e Taipei para uma ação conjunta: vencer as disputas territoriais simultâneas com o Japão.
———————
Fontes:

Ver:
http://spanish.yonhapnews.co.kr/national/2012/09/28/0300000000ASP20120928001300883.HTML
Ver:

http://www3.nhk.or.jp/nhkworld/portuguese/top/news03.html
Ver:

http://www3.nhk.or.jp/nhkworld/portuguese/top/news04.html
Ver:

http://portuguese.cri.cn/561/2012/09/27/1s156679.htm

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!