LOADING

Type to search

Bolívia firma parceria com a Rússia em tecnologia nuclear

Share

O presidente boliviano Evo Morales anunciou na quinta-feira passada (dia 29), a construção de um centro de pesquisa com o fornecimento da Rússia em tecnologia nuclear. A expectativa é que o complexo tecnológico seja finalizado nos próximos quatro anos. O valor do investimento é de 300 milhões de dólares[1]. A construção do Centro de Investigação e Desenvolvimento em Tecnologia Nuclear (CIDETEN) será na cidade boliviana de El Alto[2].

Esta parceria complementa o aprofundamento da cooperação internacional da Bolívia com o Governo argentino no âmbito dos estudos nucleares. O centro de pesquisa anunciado contará, também, com a participação da Argentina.

Evo Morales enfatizou que tais estudos são para fins pacíficos e que o CIDETEN não prejudicará o meio ambiente nem a população. Nos acordos firmados com a Argentina, o Governo boliviano havia justificado o desenvolvimento da tecnologia nuclear para fins medicinais.

Apesar de o Presidente boliviano ter anunciado o novo centro de pesquisa na última quinta-feira, a Bolívia mantém acordos de cooperação internacional neste setor com a Rússia, desde 2014. Além dos governos argentinos e russos, a Bolívia mantém acordos semelhantes com a França[3].

———————————————————————————————-

Imagem (Fonte):
http://www.theguardian.com/world/2015/oct/29/bolivia-nuclear-complex-reactor-russia-environment

———————————————————————————————-

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://elmundo.com.bo/elmundo/noticias/el-centro-nuclear-en-el-alto-sera-construido-por-rusia

[2] Ver:

http://www.la-razon.com/sociedad/El_Alto-centro-nuclear-construira-tecnologia-rusa_0_2372162771.html

[3] Ver:

http://www.theguardian.com/world/2015/oct/29/bolivia-nuclear-complex-reactor-russia-environment

 

Gabriel Sandino de Castro - Colaborador Voluntário 1

Mestrando em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisa de Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia (NEPRI/UFU).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.