LOADING

Type to search

Bolívia reafirma disposição para solucionar o conflito marítimo com o Chile

Share

O Vice-Presidente da Bolívia, Álvaro García Linera, declarou na última sexta-feira (dia 27) que o Governo boliviano está aberto ao diálogo para solucionar o conflito marítimo com o Chile. Linera enfatizou que a Bolívia permanece com uma postura firme em buscar seus direitos na Corte Internacional de Justiça de Haia.

O Governo chileno, por sua vez, não compartilha do direito da Bolívia para o acesso ao mar. Neste caso, o argumento principal se dá pela possível perda da soberania do Chile na região. No dia 23 deste mês (novembro), a presidente chilena, Michele Bachelet, designou o Ex-Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, para comandar a equipe jurídica do seu Governo frente ao conflito.

A designação do Ex-Secretário Geral da OEA representa uma nova configuração da estratégia do Chile para resolver o conflito. Anteriormente, a Corte Internacional de Haia havia rejeitado o recurso do chileno sobre o reconhecimento da Bolívia em garantir seus direitos para o acesso ao mar. O presidente boliviano Evo Morales declarou, sobre a designação de Insulza, que o Governo chileno vem adotando uma diplomacia desgastada.

Insulza acredita que, ao fim do processo, não haverá perda da soberania do Chile na região. Em resposta, o Vice-Presidente da Bolívia afirmou que o discurso do Ex-Secretário da OEA não é nenhuma novidade daquilo que o Chile vem posicionando até então. Apesar de manterem boas relações, a discussão  sobre o acesso da Bolívia ao mar tem promovido tensões entre os dois países.

————————————————————————————————

Imagem (Fonte):

http://elcomercio.pe/mundo/actualidad/evo-morales-y-bachelet-gestionaron-secreto-salida-al-mar-noticia-1798966

Tags:
Gabriel Sandino de Castro - Colaborador Voluntário 1

Mestrando em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisa de Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia (NEPRI/UFU).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.