LOADING

Type to search

Brasil aposta em parcerias comerciais na Eurásia

Share

Com o ambiente internacional desfavorável ao comércio exterior demonstrado em 2012, o Brasil continua a empreender esforços para a diversificação de parceiros comerciais, de maneira a depender menos de mercados tradicionais para as suas vendas. É o que demonstra a “Missão Comercial” para a Turquia, realizada nos dias 30 e 31 de outubro.

Organizada pelo “Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior” (MDIC) e pela “Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos” (Apex-Brasil), a Missão levará empresários brasileiros para participarem de rodadas de negócios com compradores da Rússia, Ucrânia, Hungria, Cazaquistão, Azerbaijão e a própria Turquia.

 

Apesar da baixa representação desses países na pauta de exportação do Brasil, a Turquia, o Cazaquistão e a Hungria apresentaram crescimento das compras do Brasil, superior à média internacional no período entre 2007 e 2011, levando a secretária de Comércio Exterior do MDIC, Tatiana Lacerda Prazeres, a afirmar que “esses países vêm apresentando crescimento econômico importante nos últimos anos e temos, portanto, um grande potencial comercial a ser explorado”*.

A comitiva brasileira conta com empresários dos setores de alimentos e bebidas, elétrico-eletrônicos, máquinas e equipamentos, moda, produtos químicos e farmacêuticos, saúde e tecnologia. O resultado esperado dos negócios imediatos é de 20 milhões de dólares nos próximos 12 meses.

——————

Fonte:

* Ver:

http://www.desenvolvimento.gov.br/sitio/interna/noticia.php?area=1&noticia=11906

Tags:
Isabella Soares Curce - Colaboradora Voluntária

Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – campus Franca. Com atuação focada na área de Marketing Internacional, foi membro do Grupo de Estudos de Marketing Internacional (MKI), atuando também com a questão da inserção internacional de produtos agropecuários, além do mercado de luxo. No CEIRI NEWSPAPER escreve sobre temas relacionados ao Comércio e Economia Internacional.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.