LOADING

Type to search

Chávez acusa oposição de preparar reação após resultados eleitorais

Share

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, está acusando a Oposição do país de querer acusar o Governo de fraudar as eleições após os resultados do pleito do dia 7 de outubro, que ele considera como ganho, apesar de as pesquisas eleitorais indicarem o contínuo crescimento do seu adversário, Henrique Capriles.

Segundo afirmou, esta será uma forma de recusar o resultado e tentar tumultuar o país. Em suas palavras: “Alguns dirigentes da direita radical, da extrema direita, estão fazendo planos para ignorar a vitória do povo em 7 de outubro, para cantar fraude e chamar sua gente às ruas para cometer violência. (…). Recomendo que não se atrevam. Digo a todos os dirigentes políticos da direita que se preparem para jogar limpo no 7 de outubro, para respeitar o resultado eleitoral que, certamente, será a favor da revolução bolivariana”*.

 

Além disso, recusou novamente participar de um debate eleitoral com o opositor e referiu-se a ele de forma considerada ofensiva para muitos observadores. Declarou a esse respeito: “Está desafiando Chávez para um debate?! Primeiro aprende a falar, garoto, entra na missão Robinson (programa estatal de alfabetização), menino. Você é um analfabeto político, um ninguém! Como quer debater com Chávez, menino?!”*.

Analistas apontam que esta estratégia do Presidente de se antecipar a um provável confronto, fazendo denúncias em que aparece como vítima, e de ameaçar preventivamente com resposta violenta, faz parte de seu estilo político, mas, neste momento, pode ser um indício de preocupação com o crescimento do opositor e com as variações apresentadas nas pesquisas de intenção de voto, por isso ele pode estar preparando uma ação contra a Oposição, não se descartando a fraude, e tendo como certa a intimidação durante o pleito eleitoral, tanto que convocou os partidários a vigiar as urnas.

Declarou: “Em cada mesa de votação vamos organizar patrulhas (…). A melhor maneira de neutralizar os planos desestabilizadores da extrema direita é vencê-los de maneira esmagadora, como vai ser. (…). Ainda há tempo para convencer os indecisos”*. Segundo as últimas pesquisas, a diferença entre ambos está na casa dos 10% e ainda há 11,6% de indecisos.

——————-

Fonte:

Ver:

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI6183088-EI8140,00-Chavez+oposicao+tem+plano+para+cantar+fraude+na+eleicao.html

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!