LOADING

Type to search

[:pt]China busca sedimentar vínculos estratégicos com o Vietnã[:]

Share

[:pt]

A China e o Vietnã reafirmam sua vontade de estabelecer uma “comunidade dividindo um destino de importância estratégica”. A declaração foi evocada no encontro oficial entre o presidente chinês Xi Jinping e Dinh The Huynh, Secretário Executivo do Comitê Central do Partido Comunista do Vietnã, que ocorreu em Pequim, no dia 20 de outubro deste ano (2016).

O conceito de “comunidade dividindo um destino comum” vem sendo reforçado na política externa da China no mandato de Xi Jinping, enfatizando os aspectos históricos e culturais que são comuns aos países do sudeste asiático, visando à integração socioeconômica da região, através de uma postura assertiva por parte dos chineses.

Durante o referido encontro, a China afirmou que os países deveriam continuar o trabalho de desenvolvimento de suas relações em termos de benefícios mútuos, mantendo uma visão de longo prazo e tentando resolver disputas pontuais. A maior aproximação vem tomando forma desde o ano passado (2015), enfatizando inicialmente aspectos ligados a comércio e investimentos.

O Vietnã é um Estado importante do ponto de vista estratégico, no que diz respeito à zona de influência do Mar do Sul da China. Neste sentido, o estreitamento dos vínculos do Vietnã com a Índia e com o Japão é uma questão preocupante para a China.  Atualmente, o país parece estar realizando um intenso trabalho diplomático visando mitigar as tensões na região, considerando que tem promovido esforços para harmonizar as relações bilaterais com o Vietnã e igualmente com as Filipinas.

———————————————————————————————–

ImagemLocalização da República Popular da China e Vietnã” (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/77/People’s_Republic_of_China_Vietnam_Locator.png

[:]

Ricardo Kotz - Colaborador Voluntário

Mestrando no programa de Pós Graduação em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), atuando na linha de Economia Política Internacional. Possui especialização em Estratégia e Relações Internacionais Contemporâneas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Agente consular junto ao Consulado Honorário da França em Porto Alegre, atuando paralelamente no escritório RGF Propriedade Intelectual, no período de 2013-2015.

  • 1

Deixe uma resposta