LOADING

Type to search

China: novo caso de corrupção no país decepciona o povo chinês

Share

O “Ministério das Ferrovias da China” havia informado os gastos oficiais sobre um filme publicitário que envolvia a malha ferroviária do país. Dos 18,5 milhões de yuans informado, cerca de 7 milhões foram usados como fonte de propina.

O filme havia sido idealizado e concretizado em 2010 e contou com um famoso produtor, Zhang Yimou, mesmo diretor que supervisionou a “Cerimônia de Abertura” dos “Jogos Olímpicos de Beijing” (2008). Segundo dados oficiais transmitidos pela Xinhua, o contrato do diretor com o Ministério era de 2,5 milhões de yuans, porém, hoje, muitas informações extra-oficiais vazaram na imprensa e o fato se transformou em um novo escândalo no país.

 

Todos os Órgãos e empresas de mídia envolvidas no processo de gravação do vídeo publicitário foram postos sob investigação e, dentre os nomes importantes, o principal alvo é Chen Yihan, o vice-secretário geral da “Associação Literária e Artística do Ministério das Ferrovias da China”. As autoridades chinesas investigam o trâmite realizado que desviou os valores causando déficits no Ministério.

Segundo o advogado Chen Baicang, em declaração dada ao “Global Times”, este “é um velho truque para um departamento do governo abrir uma empresa subsidiária e realizar negócios ilegais secretos. Sempre que o escândalo está exposto, aparece a distância do departamento do caso e põe a culpa sobre a empresa. Quem poderia acreditar que o ministério não teria nenhuma ligação com a empresa?”*.

Este é mais um caso de propina e corrupção que chega aos olhos e ouvidos do povo chinês, que faz suas críticas quanto a falta de ética de seus representantes no Governo.

————–

Fonte:

* Ver:

http://www.globaltimes.cn/content/724290.shtml

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!