LOADING

Type to search

[:pt]China realiza teste de abrangência nacional em meio à expansão de seu Programa Nuclear[:]

Share

[:pt]

A China realizou o primeiro teste do seu sistema nacional de defesa nuclear, no dia 6 de agosto deste ano (2016), visando verificar a efetividade de uma possível resposta nuclear. O teste foi conduzido sob a premissa de uma batalha real, e o Governo afirmou que o exercício alcançou as expectativas almejadas. Testes anteriores já haviam sido realizados nos anos de 2009 e 2015, no entanto, este é o primeiro exercício deste tipo que teve escala de abrangência nacional.

O treino foi denominado “Fengbao-2016” (significando Tempestade-2016) e demonstra a preocupação com a segurança do programa de geração de energia nuclear do país, que se encontra em expansão. Segundo relatório divulgado pela Companhia Nacional de Energia Nuclear da China no ano de 2015, o país possuía 27 unidades de geração de energia em operação, sendo que outras 25 unidades se encontravam em construção.

No que diz respeito ao arsenal nuclear para fins militares, estima-se que a China possua 260 ogivas nucleares, o que confere grande capacidade de dissuasão de conflitos. O Programa Nuclear da China é de grande importância estratégica, tanto por questões de defesa, quanto pela elevada necessidade energética necessária para manter em funcionamento a economia do país.

Os chineses pretendem consolidar sua posição como uma das maiores nações com geração de energia nuclear até o ano de 2030, pretendendo alcançar a marca de 110 reatores de energia. Neste processo, a preocupação com fatores ligados a segurança é essencial, haja vista os riscos técnicos envolvidos em um programa de expansão nuclear conduzido com tanta rapidez.

———————————————————————————————–                    

Imagem (Fonte):

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3d/%D0%9F%D0%B0%D1%80%D0%B0%D0%B4_%D0%B2_%D1%87%D0%B5%D1%81%D1%82%D1%8C_70-%D0%BB%D0%B5%D1%82%D0%B8%D1%8F_%D0%92%D0%B5%D0%BB%D0%B8%D0%BA%D0%BE%D0%B9_%D0%9F%D0%BE%D0%B1%D0%B5%D0%B4%D1%8B_-_40.jpg

[:]

Ricardo Kotz - Colaborador Voluntário

Mestrando no programa de Pós Graduação em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), atuando na linha de Economia Política Internacional. Possui especialização em Estratégia e Relações Internacionais Contemporâneas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Agente consular junto ao Consulado Honorário da França em Porto Alegre, atuando paralelamente no escritório RGF Propriedade Intelectual, no período de 2013-2015.

  • 1

Deixe uma resposta