LOADING

Type to search

China trabalha para o reforço da cooperação com a América Latina

Share

Durante um seminário na “Feira de Cantão”, em Guangzhou, no sul da China, o vice-ministro chinês do Comércio, Wang Chao, apresentou dados sobre as relações comerciais de seu país com as nações da América Latina e do Caribe.

 

A atual produção chinesa demanda muitas matérias-primas importadas dos países destas regiões e houve um crescimento das exportações de manufaturados para eles. Com a atual redução das exportações da China em termos mundial, os chineses esperam aumentar os negócios com a região para contribuir positivamente na sua balança comercial.

De fato, as autoridades chinesas estão se mobilizando para garantir a estabilidade interna e para manter suas exportações aquecidas. Neste sentido, nos “Fóruns Mundiais” tem buscado constante cooperação com os países emergentes para evitar uma grande diminuição do fluxo de comércio global.

O premiê chinês Wen Jiabao afirmou na abertura da “Feira de Cantão” que “a China e as outras nações deveriam trabalhar de mãos dadas para abrir os mercados”*. Esta ideia também está sendo trabalhada com os países membros do G20, numa forma de tentar elevar a confiança de empresários e investidores para que invistam tanto na China como fora dela.

Na América Latina e no Caribe, os chineses esperam aumentar os negócios tornando-os cada vez mais ativos, ao ponto de atualmente a China ser o segundo maior parceiro comercial dos países destas regiões.

—————-

Fontes:

*VerEstadão”:

http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,premie-da-china-promete-iuane-estavel-para-exportadores,785753,0.htm

Ver também: “CRI Português

http://portuguese.cri.cn/561/2011/10/16/1s141215.htm

Fonte extra:

VerCRI Español

http://espanol.cri.cn/741/2011/10/03/1s228273.htm

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!