LOADING

Type to search

Chipre torna-se o quinto país da “zona do euro” a pedir resgate financeiro

Share

Nesta segunda-feira, dia 25, o governo de Chipre afirmou a necessidade de se buscar ajuda financeira internacional, proveniente dos “Fundos de Resgate da Zona do Euro” – o “Fundo Europeu de Estabilização Financeira” e o “Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira”. O Governo do presidente Dimitris Christofias irá necessitar de empréstimos de curto prazo no valor de, aproximadamente, três a quatro bilhões de euros. Já em médio prazo, tais valores podem alcançar a quantia de dez bilhões de euros*.

 

De acordo com autoridades do Chipre, “o propósito da assistência requerida é conter os riscos à economia cipriota, principalmente aqueles decorrentes dos efeitos negativos a seu setor financeiro, devido à ampla exposição da economia grega”**. A ajuda financeira tem como objetivo primordial escorar as perdas dos Bancos, já que estes haviam emprestado cerca de 25 bilhões de euros à Grécia.

No dia primeiro de Julho, o Chipre irá assumir a “Presidência Rotativa” do “Conselho da União Européia”, sucedendo a Presidência dinamarquesa.

—————-

Fontes

* Ver:

http://www.dw.de/dw/article/0,,16049277,00.html

** Ver:

http://www.guardian.co.uk/business/2012/jun/25/cyprus-eurozone-bailout-crisis-greece?INTCMP=SRCH

Tags:
Thiago Babo - Colaborador Voluntário

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.