LOADING

Type to search

Clube desalojado pela guerra chega a fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA

Share

Na quarta-feira, 23 de agosto, o Qarabağ FK fez história ao se tornar o primeiro clube do Azerbaijão a alcançar a fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA, o maior torneio interclubes de futebol da Europa. Mesmo com a derrota por 2 a 1 diante do Copenhague, na capital da Dinamarca, o time azerbaijano garantiu a sua classificação por não ter sofrido gols como mandante na primeira partida do confronto, da qual saiu vitorioso por 1 a 0, no último dia 15 de agosto.  

Escudo do Qarabağ FK

O jogo de ida contra os dinamarqueses foi disputado no moderno estádio Tofiq Bahramov, em Baku, que também serve à seleção azerbaijana. No entanto, a capital do país é a sede temporária do clube, já que desde de 1993 é impedido de atuar em sua cidade de origem, Agdam. Situada em região de mesmo nome, Agdam foi tomada por tropas armênias durante a guerra de Nagorno-Karabakh e desde então permanece deserta e semidestruída.

Não sendo um clube local de Baku, os apoiadores do Qarabağ FK são majoritariamente formados pelos antigos residentes de Agdam e pelos demais refugiados da guerra, que hoje estão espalhados pelo restante do país e constituem um contingente de cerca de 600 mil pessoas internamente deslocadas (IDP, na sigla em inglês). A integração dessas IDPs á sociedade azerbaijana permanece como uma questão não resolvida e representa um desafio social, como também político, para o Governo.

Mas mais que um feito esportivo, o sucesso do Qarabağ FK passou a ser motivo de orgulho nacional, além de ferramenta de propaganda para o Regime. No dia seguinte ao triunfo em Copenhague, os jogadores foram recepcionados pelo Presidente do país, Ilham Aliyev, que agraciou o clube com a quantia de 2 milhões de manats (cerca de 3,7 milhões de reais). Na ocasião, Aliyev declarou que o feito “é uma vitória do nosso Estado, da juventude azerbaijana e das pessoas patriotas”. O Governo agora espera que o sucesso do time possa atrair a atenção e o apoio da comunidade internacional à causa azerbaijana.  

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1Ruinas de Agdam” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Agdam#/media/File:Aghdam_6.jpg

Imagem 2Escudo do Qarabağ FK” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Qaraba%C4%9F_FK#/media/File:Qarabag,logo,2016.png

Rodrigo Monteiro de Carvalho - Colaborador Voluntário

Mestrando no programa de Pós Graduação em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduado em História também pela UFRJ. Atua na área de Política Internacional, formação de alianças e segurança regional. Desenvolve pesquisas com enfoque específico no estudo dos países do Cáucaso do Sul, Eurásia e espaço pós-soviético. É membro do Grupo de Pesquisas de Política Internacional (GPPI/UFRJ) e do Laboratório de Estudos dos Países do Cáucaso (LEPCáucaso).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.