LOADING

Type to search

CNT líbio adia novamente definição do governo

Share

O “Conselho Nacional de Transição” (CNT) líbio adiou novamente a composição do governo alegando não ser possível, ou não dever fazê-lo enquanto houver focos de resistência partidários de Muammar Kadhaffi no país, havendo a decisão de prorrogar a formação até que o país seja libertado, conforme afirmou Mustafa al-Huni, um dos membros do Conselho. Em suas palavras: “As consultas levaram à decisão de adiar a formação do governo até depois da libertação”*.

 

A prevenção está sendo confirmada pelas declarações que ainda são feitas por Kadhaffi, que continua fazendo discursos para a mídia do país, embora não se saiba de seu paradeiro.

Está anunciado que irá para a extremidade lógica da guerra civil e morrerá como mártir. No discurso disseminado pelas redes de rádio, ele afirmou dirigindo-se aos partidários de Warfala (uma das mais importantes tribos do país, que ainda estão combatendo os rebeldes):  “Há heróis que resistiram e caíram como mártires e nós também esperaramos o martírio. (…). Através de vossa jihad, estão reeditando as façanhas de vossos antepassados. Saibam que estou no campo de batalha como vocês. (…).Estão mentindo quando afirmam que Kadafi está na Venezuela ou em Níger. Estou com meu povo e nos próximos dias acontecerá um golpe inesperado contra este grupo”**.

A presença do ex-líder afeta diretamente a situação, mas a questão mais importante está nas disputas internas no CNT, algo que vem se arrastando desde a sua constituição, tendo ocorrido várias mudanças na configuração do corpo que governará o país transitoriamente, enquanto se instauram as instituições necessárias para garantir a governabilidade.

Analistas afirma que a decisão de esperar o encerramento dos combates está sendo importante, pois provavelmente poderia levar a uma diminuição do fervor combativo por parte dos grupos que ficarão de fora deste primeiro escalão governamental que controlará a Líbia interinamente.

Na realidade, segundo apontam observadores, a ideia que provavelmente está sendo desenvolvida é de que será necessário incorporar grupos que neutros e que combateram o CNT em algum momento para garantir a unidade do país, pois senão a guerra civil, que teve um inimigo comum para ser combatido, perderá este fator de catalisação dos grupos díspares que estão confrontando o regime kadhaffista no país. Eles esperam que com total derrota do regime anterior, será mais fácil negociar um governo transitório equilibrado.

————————————————–

* Fonte:

http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5ip8KEGyNrxCUA7W-0Y-UZFjCdKcA?docId=CNG.0416b26653b4fe8c1b12037d3d033dcf.21

** Fonte:

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5379630-EI17839,00-Kadafi+reafirma+estar+na+Libia+e+querer+morrer+como+martir.html

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.