LOADING

Type to search

Comissão Europeia anuncia medidas de apoio a produtores atingidos pelas restrições russas

Share

No dia 18 de agosto, segunda-feira, a Comissão Europeia (CE) apresentou[1] medidas de apoio para produtores de determinadas frutas e produtos hortícolas perecíveis. A decisão foi tomada no contexto das restrições russas à importação de produtos agrícolas da União Europeia (UE). Por sua vez, as medidas russas foram uma ação recíproca às sanções da UE contra a Federação Russa.

Dacian Ciolos, Comissário para o Desenvolvimento Rural, afirmou: “Tendo em conta a situação do mercado de acordo com as restrições da Rússia à importação de produtos agrícolas da UE, a partir de hoje, estou acionando medidas de emergência CAP* que reduzirão oferta global de uma série de frutas e produtos hortícolas no mercado europeu como e quando as pressões de preços tornarem-se demasiado grandes para os próximos meses. Todos os agricultores dos produtos em causa – seja em organizações de produtores ou não – serão elegíveis para ocupar estas medidas de apoio ao mercado, onde entenderem. Agir a tempo irá fornecer um suporte eficiente para o preço pago aos produtores no mercado interno, ajudar o mercado a ajustar e ser rentável[1].

Os produtos elegíveis automaticamente são[1]: tomate, cenoura, repolho branco, pimentão, couve-flor, pepinos e pepininhos, cogumelos, maçãs, pêras, frutas vermelhas, uvas de mesa e kiwis.

A CE destacou[1] que os mercados para esses produtos estão com a temporada completa, ou seja, já esgotaram o ciclo de plantação, colheita etc. e, por isso, estão sem opção de armazenamento para a maioria deles, além de não terem nenhum mercado alternativo disponível imediatamente. A assistência financeira deverá cobrir todos esses produtores e, inicialmente, será aplicada até novembro.

Também foi anunciado[1] que a CE continuará acompanhando o desenvolvimento dos mercados para todos os setores afetados pela proibição russa sobre agricultura e produtos alimentícios e não hesitará em apoiar outros segmentos fortemente dependente das exportações para a Rússia ou, se necessário, em adaptar as medidas já anunciadas.

—————————————————————————

* Common Agricultural Policy (CAP), em português, Política Agrícola Comum.

—————————————————————————

Imagem (Fonte):

http://www.arboreco.net/wp-content/themes/twentyten/img/arboreco-Agricultura-UE-logo.jpg

—————————————————————————

Fonte Consultada:

[1] Ver:

http://europa.eu/rapid/press-release_IP-14-932_en.htm

Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!