LOADING

Type to search

Comunidade Internacional doará US$ 455 milhões para “Missão de Estabilização no Mali”

Share

Ontem, dia 29 de janeiro de 2013, teve início em “Addis Abeba”, Capital da Etiópia e Sede da “União Africana” (UA), a “Conferência Internacional de Doadores para o Mali”*. O Evento contou com a participação de representantes de aproximadamente 50 países e organizações internacionais, com destaque para os países africanos, a “União Europeia”, Japão e “Estados Unidos”.

O objetivo da Conferência, organizado pela UA, era captar recursos para ajudar a formação da força militar africana no Mali e também reestruturar o exército malinês. Por sua vez, a “Missão Internacional de Assistência ao Mali” (AFISMA, sigla em inglês) deve colaborar nos combates e em seguida substituir o Exército francês que participa desde meados de janeiro da ofensiva contra os grupos insurgentes no país.

A campanha militar no Mali, atualmente liderada pelo Exército da França e apoiada pelas tropas africanas, tem como objetivo recuperar o norte do país, que está sob controle de insurrectos desde junho do ano passado.

De acordo com a imprensa**, a Grã-Bretanha poderá enviar 200 soldados para a África ocidental, incluindo dezenas ao Mali, com objetivo de ajudar a França a treinar as tropas da “Força Africana”. No dia 28 de janeiro**, o primeiro-ministro britânico David Cameron confirmou ao presidente francês François Hollande que seu país está disposto a auxiliar mais a França no Mali, mas Londres permanece contrária ao envio de forças de combate. Na Conferência, a “Comunidade Internacionalcomprometeu-se em destinar US$ 455 milhões para ajudar o país africano.

O principal* doador será o Japão, que se comprometeu em enviar US$ 120 milhões para auxiliar na estabilização do Mali e da região do Sahel (abrange o sul da Mauritânia, Mali, Nigéria, Senegal e Chade), poucos dias depois da morte de 10 japoneses em uma tomada de reféns na Argélia, vinculada ao conflito nesta região do norte da África. O ministro das Relações Exteriores do Japão, Fumio Kishida, declarou que a doação deverá “ajudar a região a fortalecer sua governabilidade e segurança, inclusive com operações de manutenção de paz”***.

O segundo lugar ficou com os Estados Unidos, com US$ 96 milhões doados, em seguida a “União Europeia” (UE), com US$ 63 milhões, e a “União Africana”, com US$ 50 milhões. Entre os países africanos, os principais doadores foram a Nigéria, que já enviou soldados ao Mali, e a África do Sul, que desembolsarão US$ 10 milhões cada um. A “Comunidade Econômica de Estados da África Ocidental” (CEDEAO), que se comprometeu com o envio de 3.500 soldados para a AFISMA, irá doar igualmente US$ 10 milhões. A execução destes recursos também prevê a implementação de uma posterior “Missão de Paz” para conseguir a estabilização do país.

Apesar do montante total de US$ 455 milhões para a AFISMA, analistas indicam que as doações foram inferiores à expectativa. No início da conferência****, a CEDEAO havia concluído que o montante necessário para equipar as forças militares no Mali seria US$ 960 milhões. Por outro lado, o presidente da “Costa do Marfim”, Alassane Ouattara, é otimista e avalia que “essa promessa inicial de US$ 455 já é um sucesso”****.

O comissário da União Africana para a Paz e a Segurança, Ramtane Lamamra, informou**** que a missão também receberá importantes contribuições não financeiras, como por exemplo, equipamentos militares, formação de soldados e combustível.

O presidente interino do Mali, Dioncounda Traoré, que também participou da Conferência, declarou que pretende realizar eleições no país antes de 31 de julho de 2013. A coordenação das eleições e a liberação do norte do Mali, atualmente ocupado por grupos radicais, são promessas do governo de transição criado após o golpe de março de 2012 que derrubou o presidente Touré.

—————————————————

Fontes Consultadas:

* Ver:

http://noticias.terra.com.br/mundo/comunidade-internacional-promete-us-455-milhoes-para-estabilizar-mali,2be4494267f7c310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

** Ver:

http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/inaugurada-na-etiopia-conferencia-de-doadores-para-o-mali

*** Ver:

http://m.g1.globo.com/mundo/noticia/2013/01/inaugurada-na-etiopia-conferencia-internacional-de-doadores-para-o-mali-1.html

**** Ver:

http://www.portugues.rfi.fr/mundo/20130129-doadores-internacionais-prometem-us-455-milhoes-para-o-mali

————————————————–

Ver Também:

http://pt.euronews.com/2012/03/23/mali-situacao-confusa-apos-golpe-militar/

Veja como está a política de cooperação da UE para o Mali:

http://europa.eu/rapid/latest-press-releases.htm

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta