LOADING

Type to search

Confiança pré-CCI e popularidade pós-CCI: pesquisa de opiniões no Quênia

Share

Após a presença pública do presidente Uhuru Kenyatta na Corte Criminal Internacional, em Haia, o instituto de pesquisa Ipsos Synovate elaborou uma série de perguntas sobre a atual conjuntura do país e as últimas decisões políticas. De acordo com as pesquisas, 87% dos entrevistados aprovaram a decisão do Presidente em se apresentar à Corte[1]. Entre os efeitos do comprometimento do Mandatário com o Estatuto de Roma e a cooperação com a CCI, a taxa de aprovação do seu Governo subiu de 43% para 71%[1]. O nível de confiança chega a ser maior do que na posse, em março de 2013[2].

A presença em Haia também colaborou para aumentar a popularidade da Coalizão do Governo (Jubilee), com o apoio de 29% dos quenianos[2]. Por outro lado, a Coalizão da Oposição (CORD) realizou um boicote quando Kenyatta dirigiu um discurso para explicar sua viagem para Haia. De acordo com a pesquisa, 74% dos simpatizantes do CORD consideraram o boicote desnecessário[1]. Além disso, apenas 13% da população apoia a coalizão CORD. Apesar do aumento na popularidade do Presidente e da Coalizão Governamental, 56% dos quenianos querem que o país permaneça signatário do Estatuto de Roma e da CCI[2].

Em Haia, Kenyatta fez história ao ser o primeiro Chefe de Estado em exercício a aparecer na Corte[3]. Por essa razão, a Promotoria tem encontrado dificuldades em obter as informações necessárias para dar curso ao caso. Entre as evidências, destacam-se a falta de acesso aos relatórios financeiros, às conversas telefônicas e às testemunhas[3][4]. Para Eric Mutua, chairman da Law Society of Kenya, as investigações se tornam difíceis quando o acusado é alguém com dinheiro, com a polícia a seu favor e com muita influência para usar a força, a intimidação e outros caminhos para silenciar testemunhas[3].

—————————————————————————

ImagemPresidente Kenyatta chega como herói após audiência na CCI, em Haia” (Fonte):

http://static3.demotix.com/sites/default/files/imagecache/a_scale_large/5900-6/photos/1412895348-kenyan-president-uhuru-kenyatta-gets-a-heros-welcome-after-icc_5972006.jpg

—————————————————————————

Fontes Consultadas:

[1] VerDaily Nation”:

http://www.nation.co.ke/news/politics/Uhuru-Kenyatta-ICC-Hague-Ipsos-Survey/-/1064/2487782/-/76qus1/-/index.html

[2] VerThe Star”:

http://www.the-star.co.ke/news/article-194117/confidence-uhuru-71-after-icc-summon

[3] VerVoice of America”:

http://www.voanews.com/content/icc-unique-challenges-of-prosecuting-a-president/2484392.html

[4] VerThe Boston Globe”:

http://www.bostonglobe.com/opinion/editorials/2014/10/14/kenya-president-uhuru-kenyatta-slips-past-international-criminal-court/5izuCckt9iwsz50L7YiqVP/story.html

João Antônio dos Santos Lima - Colaborador Voluntário

Mestre em Ciência Política na Universidade Federal de Pernambuco e graduado em Relações Internacionais na Universidade Estadual da Paraíba. Tem experiência como Pesquisador no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no projeto da Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional (Cobradi). Foi representante brasileiro no Capacity-Building Programme on Learning South-South Cooperation oferecido pelo think-tank Research and Information System for Developing Countries (RIS), na Índia; digital advocate no World Humanitarian Summit; e voluntário online do Programa de Voluntariado das Nações Unidas (UNV) no projeto "Desarrollar contenido de opinión en redes sociales sobre los ODS". Atualmente, mestrando em Development Evaluation and Management na Universidade da Antuérpia (Bélgica) e Embaixador Online do UNV na Plataforma socialprotection.org.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!