LOADING

Type to search

Contraterrorismo na Copa do Mundo de Futebol da Rússia

Share

Desde 2016, apesar das intervenções internacionais, a Federação Russa uniu-se a serviços de segurança de 32 países, no intuito de colocar em funcionamento um grupo de trabalho encarregado de implementar um dos maiores processos antiterroristas já vistos em eventos esportivos de alta complexidade, como será o caso da Copa do Mundo 2018, que se inicia esta semana, no dia 14 de junho, em território russo.

Emblema do FSB

A grande preocupação do Kremlin* para garantir a segurança durante o evento não é para menos, se apresenta devido à uma conjunção de diversos fatores que podem proporcionar um ambiente propício para atentados terroristas, segundo os órgãos de segurança russos. A expectativa é que cerca de 2 milhões de turistas, de várias nacionalidades, desembarquem nas principais cidades que serão palcos dos jogos da Copa e, com isso, essa massiva onda de pessoas pode camuflar indivíduos provenientes de grupos terroristas, especialmente do Estado Islâmico (ISIS – Islamic State of Iraq and Syria), que estão sendo desmantelados na Síria e procuram uma forma de vingança, principalmente contra o governo russo, que está sendo o maior responsável pela derrocada dos mesmos.

Segundo o Serviço Federal de Segurança da Rússia** (FSB – Federal’naya Sluzhba Bezopasnosti), cerca de 2.900 extremistas russos, em sua maioria originários das instáveis repúblicas muçulmanas do Cáucaso, e que lutaram na Síria sob o comando do ISIS, começam a voltar ao território da Rússia, no intuito de criar células terroristas ou potencializar as já existentes. Como exemplo dessa ameaça, vários atentados foram deflagrados em passado recente, como os do metrô de São Petersburgo, em abril de 2017, onde a explosão de uma bomba causou a morte de 16 pessoas, e o atentado à faca na cidade de Surgut, na Sibéria, ocorrido em agosto, também de 2017, quando 7 pessoas foram feridas.

Agentes do FSB

As autoridades russas têm intensificado o monitoramento das fronteiras, juntamente com o aumento de operações para desmantelamento de células, onde, em um dos trabalhos de investigação, no final de março de 2018, em São Petersburgo, foram detidas 7 pessoas acusadas de preparar atentados contra alvos civis durante a Copa, além da revelação de uma célula terrorista do ISIS em Rostov-On-Don, local de um dos jogos do Brasil.

O Vice-Primeiro-Ministro responsável por esportes, Vitali Mutko, anunciou que o custo para elaboração de todo o esquema de segurança durante a Copa do Mundo alcançará o montante de 30 bilhões de rublos (cerca de 445 milhões de euros). Os trabalhos de segurança também irão abranger ações contra hooligans e neonazistas que já manifestaram, através de redes sociais, intenções de praticar atos violentos durante os jogos na Rússia.

Apesar do grande desafio a ser enfrentado neste enorme esquema de segurança, a FIFA (do francês “Fédération Internationale de Football Association”) anunciou que os trabalhos realizados pelas autoridades russas dão “garantias” de que o evento será devidamente protegido. A entidade ainda diz ter “total confiança” no planejamento do Kremlin para a área de segurança.

———————————————————————————————–

Notas:

* O termo Kremlin (Кремль), significa “fortaleza” na língua russa. Faz referência a uma estrutura, um complexo, com fortificações, existentes nas cidades históricas da Rússia. O Kremlin mais conhecido é o de Moscou, onde foi sediado o governo da extinta União Soviética e é a sede do Governo da atual Federação Russa. Por essa razão, ao se falar do Kremlin, automaticamente se associa ao de Moscou e se toma como sinônimo de Governo da Federação Russa, bem como ao comando do país.

** FSB é uma agência russa de serviços de informação que sucedeu ao KGB no que se refere a assuntos domésticos. Foi criada em 12 de abril de 1995, pelo presidente Boris Ieltsin.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Agentes do FSB em ação” (Fonte):

https://pbs.twimg.com/media/DQcSv5lUIAAZdyH.jpg

Imagem 2 Emblema do FSB” (Fonte):

https://fas.org/irp/world/russia/fsb/fsb_logo.gif

Imagem 3 Agentes do FSB” (Fonte):

https://simg.sputnik.ru/?key=a8fbde8807757d363e13da8cb41bc29d2c80698e

Edson José de Araujo - Colaborador Voluntário

Bacharel em Ciências Econômicas pelo Centro Universitário Fundação Santo André (CUFSA) e pós-graduado em Economia de Empresas pela FEA-USP. Especialista em finanças (FP&A) com mais de 20 anos de experiência em empresas multinacionais na área de Planejamento Financeiro e Controladoria com certificação 6Sigma Green Belt. Atuou durante 7 anos como educador no Projeto Formare da Fundação Iochpe ministrando aulas sobre Ética, Sociedade, Política e Democracia. Atualmente é pós-graduando em Política e Relações Internacionais pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Tem grande interesse nas áreas de Geopolítica, Relações Internacionais e Economia Política Internacional.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.