LOADING

Type to search

Share
O Itamaraty anunciou o corte de programas de cooperação com Honduras, justificando como uma ação de protesto a favor do restabelecimento do presidente deposto, Manuel Zelaya.
 
Os programas suspensos centram-se em duas áreas: energia e saúde. As negociações técnicas dos dois países foram suspensas, já que o governo atualmente vigente em Honduras não foi reconhecido pelo Brasil.
 
O projeto triangular entre Brasil e Estados Unidos para a produção de biocombustível em Honduras, além do acordo entre a Petrobrás e Honduras para construção de fábrica de lubrificantes também foram suspensos.
 
Na área da saúde os programas suspensos foram o combate ao mal de chagas, a construção de um centro de traumatologia em Tegucigalpa, entre outros projetos de grande importância para Honduras.
Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!