LOADING

Type to search

EMPRESAS ESPANHOLAS SÃO BENEFICIADAS COM A VISITA DE DELEGAÇÃO CHINESA COMANDADA PELO VICE-PRIMEIRO-MINISTRO

Share

As empresas espanholas tiraram proveito da visita a Madri de uma delegação chinesa liderada pelo vice-primeiro-ministro Li Keqiang, realizada ontem, 5 de janeiro de 2010. Na ocasião, foram assinados 16 acordos que vão desde as finanças até o vinho, passando também pelo tráfego aéreo.

 

A assinatura dos Acordos foi precedida por uma reunião entre a delegação empresarial que acompanha o vice-primeiro-ministro e cinqüenta empresários espanhóis da mais alta importância no país.

Os acordos prevêem a criação de dois grupos de trabalho conjuntos: um em questões de energia e outro na promoção do investimento, para debater as oportunidades de colaboração que podem ser estabelecidas entre Espanha e China. Também foi acordada a criação de um “Centro de Mercadorias Espanholas” no distrito de Chaoyang, em Pequim.

O Governo acredita que a visita de Li Keqiang vai ajudar a impulsionar o comércio entre os dois países, que registrou uma forte recuperação em 2010. Em seu discurso, o ministro da Indústria, Miguel Sebastián, declarou que o governo espanhol está convencido de que o futuro econômico de seu país passa pela internacionalização, tanto com o aumento da presença de empresas espanholas no exterior, como com uma maior abertura da economia para facilitar o investimento estrangeiro direto.

A visita do dirigente chinês à Espanha acontece depois de semanas de temores do mercado sobre capacidade espanhola de fazer frente à própria dívida e sobre um eventual plano de resgate para cobrir seus déficits, como o da Grécia e da Irlanda.

Por outro lado, esta visita já serviu para acalmar os mercados, tendo sublinhado o vice-primeiro-ministro chinês que continuará a comprar títulos da dívida pública espanhola, expressando sua confiança no sistema financeiro do país. No entanto, ainda que esta ajuda venha a acalmar os mercados, certamente não modificará os problemas fundamentais da país (e da Europa), pois estes são estruturais.

Keqiang também foi recebido com as mais altas honras pelo rei Juan Carlos, pelo primeiro ministro José Luis Rodríguez Zapatero e pela chefe da diplomacia espanhola, Trinidad Jiménez.

Na reunião com Zapatero, a pauta tratou da “crise financeira internacional”, da evolução da economia e das questões de segurança regional. Keqiang insistiu que pretende continuar a apoiar a estabilidade dos mercados, defendendo ao mesmo tempo “uma Europa unida, forte e estável” que “possa ser um ator importante nas relações internacionais multilaterais”.

A questão do turismo também esteve presente no encontro de Zapatero com Keqiang.  Entre os objetivos neste domínio está o aumento do número de turistas chineses que visitam a Espanha, bem como o estímulo dos investimentos espanhol na China e chinês na Espanha. Para 2011, o governo da Espanha pretender acolher entre um e dois milhões de turistas chineses no país.

O papel da China na América Latina e os esforços conjuntos nesta região marcaram, por seu lado, o encontro que Keqiang manteve com Trinidad Jiménez. Keqiang considerou a Espanha “o melhor amigo e melhor parceiro” da China na “União Européia” (UE). Jiménez, por seu lado, solicitou que a China reforce o seu papel de moderador na Ásia, onde pode ajudar a reduzir a tensão em regiões como a península coreana.

Abaixo, disponibilizamos a lista dos acordos assinados entre a Espanha e a China.

ACORDOS EMPRESARIAIS:

1 – Memorando de Entendimento entre o BBVA e o China Development Bank para fortalecer as relações institucionais entre a Espanha e outros países e zonas de interesse comum.

2 – Acordos entre a Indra e a Air Traffic Management Bureaus de Xi’An e Chengdu (dependentes da Civil Aviation Administration of China, CAAC).

3 – Acordo entre Bodegas Pago de Vallegarcia e a companhia chinesa U-trans para a exportação de vinho.

4 – Acordo entre a Sinopec e a Repsol.

5 – Acordo entre “Peter Igel” e “Bodegas Lozano”.

6 – Acordo entre “Pedro Igel” e “Concentrados de Uva”.

7 – Acordo entre “CITIC Heavy Industry Co. Ltd.” e a empresa “Gándara-CENSA S.A.

8 – “Memorando de Entendimento” entre a Huawei e a “Vodafone Espanha”, para a criação de um centro de inovação conjunta.

9 – Contrato entre a ENSA e a “Shanghai Electric Group Corporation” (SENPEC) para o fornecimento de 2 geradores de vapor para a usina de Sanmen, na província de Zhejiang.

10 – Contrato de fornecimento de 3.000 toneladas de azeite de oliva da “Hojiblanca España” a “Wilmar Ibérica” (Multinacional de Singapura).

11 – Acordo entre “Artopel” do “Grupo Artola” e “Qingdao Kangda Foodstuffs Co. Ltd.” de cooperação global na indústria de coelho.

12 – Acordo entre “Beijing Baode Corporation” e “Jamón Salamanca S.A.” para o fornecimento de presunto.

ACORDOS INSTITUCIONAIS:

13 – “Memorando de Entendimento” entre a “Administração Nacional de Energia da República Popular da China” e o “Ministério da Indústria, Turismo e Comércio da Espanha” sobre a criação de um “Grupo de Trabalho Bilateral” no setor de energia.

14 – “Memorando de Entendimento” entre a “Administração Nacional de Energia da República Popular da China” e o “Ministério da Indústria, Turismo e Comércio da Espanha” no domínio das energias renováveis.

15 – “Memorando de Entendimento” entre o “Ministério do Comércio da República Popular da China” e o “Ministério da Indústria, Turismo e Comércio da Espanha” para a criação de um “Grupo de Trabalho Bilateral de Promoção de Investimentos”.

16 – “Memorando de Entendimento” entre o “Instituto Espanhol de Comércio Exterior” e “Beijing Internacional Brand Management Center”, para ajudar a estabelecer um “Centro de Mercadorias Espanholas” no distrito de Chaoyang de Beijing, dedicado a setores da moda, artigos de couro, vinho e calçados.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.