LOADING

Type to search

Aliança estratégica Brasil China

Share

A China comemora este ano o 60ª  aniversário da República Popular da China, e o Brasil, aproveita para reforçar alianças estratégicas entre os dois países. Qiu Xiaoqi, embaixador chinês, teve como convidado o vice-chanceler brasileiro, Roberto Jaguaribe, na noite de quarta feira, dia 30 de setembro, enquanto os chineses se preparavam para a festa de comemoração de quarta para quinta-feira.

 

Ambas as nações estão reforçando os laços de cooperação em diversos setores, e, segundo Jaguaribe, a cooperação entre Brasil e China ultrapassou o nível comercial e passou para um nível internacional. Na quinta-feira, dia 24 de setembro, no encontro entre Gilmar Mendes, chefe de justiça do Supremo Tribunal Federal, e Zhou Yongkang, membro permanente do Comitê Central do Bureau Político do Partido Comunista Chinês (PCC), concordou-se intensificar a cooperação dos sistemas judiciários para combater a desaceleração econômica global.

Além da cooperação nos sistemas judiciários, as autoridades chinesas e brasileiras irão intensificar a cooperação científica e energética, incluindo o sistema China-Brasil Resources Satellite Program (CBERS), programa que, hoje, oferece, processa e distribui dados para o continente africano. Também está sendo discutida, pela Petrobrás, a abertura para investimentos chineses na questão da exploração de petróleo na camada Pré-Sal.

Para Liu Yunshan, membro permanente do Partido Comunista Chinês e chefe do Bureau Político, Brasil e China têm mantido contatos de alto nível e, com isso, a confiança política vem aumentando a cada dia.

A intenção de ambos Estados é de fortalecer os laços em grandes questões internacionais, como as mudanças climáticas, a multipolaridade mundial, ganhar mais força nos fóruns internacionais e maior respeito para os países em desenvolvimento.

Tags:
Jean Garry - Porto Príncipe (Haiti)

De nacionalidade haitiana, é formado em Marketing pela Universidad Interamericana de Santo Domingo, possui Pós-Graduação em Gestão de Projetos Sociais pela Universidad Autónoma de Santo Domingo e Mestrado em Economia pela Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). É graduado no Curso de Gerenciamento Social do Instituto de Desenvolvimento Social (INDES) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, e do curso Gestão Estratégica do Desenvolvimento Social e Regional da Comissão Econômica para América Latina (CEPAL) em Santiago do Chile. Tem experiência como Gerente de Marketing em diversas empresas privadas e trabalhou como consultor em Desenvolvimento Comunitário do Ministério de Obras Públicas do Haiti e em diversos projetos de desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!