LOADING

Type to search

BAD financia o desenvolvimento de novas tecnologias para combater a emissão de gases do efeito estufa na China

Share

O Fundo de Desenvolvimento Tecnológico do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) vai auxiliar no desenvolvimento de uma nova tecnologia que irá reduzir substancialmente os gases de efeito estufa na República Popular da China.

 

O BAD investirá nesta assistência técnica US$ 1,25 milhões para financiar o projeto que tem um orçamento total de US $ 1,55 milhões, sendo o restante a contrapartida financiada pelo governo chinês.

A China é o segundo maior país do mundo em consumo energético, perdendo apenas para os nos Estados Unidos, e tem o crescimento mais rápido do setor energético em nível mundial em termos de consumo e geração.

Globalmente, a produção de eletricidade representa cerca de 30% das emissões de dióxido de carbono. Os chineses têm priorizado incentivo as pesquisas sobre energia alternativa. No entanto, o carvão ainda se manterá como a principal fonte para a produção de eletricidade, pelo menos até 2030.

Apesar dos esforços prioritários para o desenvolvimento de novas tecnologias visando o combate ao aquecimento global, a China receia a proposta do acordo climático proposto pelo G8, no qual os líderes desse Grupo se comprometeram a tentar reduzir em 80% as emissões de gases do efeito estufa até 2050, desde que os demais países reduzam suas emissões em 50%.  

Os chineses consideram acordo como muito ambicioso, ademais, ele poderá gerar uma desaceleração na sua economia, o que de fato não é interessante para a sociedade internacional. Porém, a China não está tomando uma postura negligente com relação ao tema e vem desenvolvendo medidas para a redução de gases de efeito estufa.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.