LOADING

Type to search

Brasil e China realizam primeira transação em moedas locais

Share

No mês de novembro, foi realizada a primeira operação financeira com as moedas locais do Brasil, o Real (BRL) e da China, o Yuan (CNY), sem a conversão para o dólar americano (USD).

Essa operação foi feita através de uma remessa de valores ocorrida quando a filial brasileira de uma fábrica de ar-condicionado, a Gree, enviou cerca de R$ 1 milhão para a sua matriz, por intermédio do Bank of China.

O Banco chinês recebeu os valores em reais e entregou o equivalente em yuans, três dias após a transferência, em uma agência na província de Guangdong.

Normalmente, as remessas internacionais são realizadas em moedas conversíveis, geralmente em Dólar norte-americano ou o Euro europeu.

Desde maio deste ano, após a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Beijing, ambos os países vêm trabalhando para realizar transações financeiras e comerciais em suas respectivas moedas locais, sem a necessidade de utilizar o dólar americano para tais transações. 

Em entrevista a agência nacional de noticias da China, a Xinhua,  o vice-presidente do Bank of China no Brasil, Xiao Qi, disse que essas operações em moedas locais reduzem o risco associado às flutuações das taxas de câmbio.

De acordo com a sua avaliação, outras empresas chinesas que estão presentes no Brasil tendem a preferir liquidar suas remessas para a China com a conversão direta de Reais para Yuans.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!