LOADING

Type to search

China e Rússia e a projeção de poder na Ásia Central

Share

Ontem, dia 14 de novembro, teve início em Pequim, a oitava Cúpula da Organização de Cooperação de Shangai (OCS), na qual o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, recebeu os chefes de Governo de Rússia, Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão e Uzbequistão, além de representantes do Afeganistão, que participaram como convidados, mais a Índia, o Irã, a Mongólia e o Paquistão, que são países observadores da OCS. O foco central da agenda desta Cúpula foram debates sobre as medidas para garantir a recuperação dos setores financeiros e econômicos dos países da organização.

 

A OCS é uma Organização Internacional de caráter permanente, criada em Shangai, no ano de 2001, por seis países – República Popular da China, Federação Russa, República do Kazaquistão, República do Kirguistão, República do Tadjiquistão e República do Uzbequistão.

A aproximação sino-russa passou a se intensificar com a constituição da OCS para ganhar mais influência e liderança na Ásia Central; está relacionada com a expansão econômica e o fortalecimento político da China e com o esforço russo em manter um status de grande potência, bem como de recuperar a influência sobre os ex-países satélites da então União Soviética.

Acompanhando o desenvolvimento desde a constituição da organização, é evidente a sua relevância para o futuro do fortalecimento econômico da Ásia. A crise econômica e financeira internacional fez os países-membros da OCS intensificarem as ações de cooperação e ajuda mútua.

Nesta última Cúpula, o primeiro-ministro chinês afirmou que a reunião serviu para “fortalecer a cooperação econômica multilateral, abordar a crise financeira global e assegurar o desenvolvimento econômico“. (…) “A China presta muita atenção na SCO. Esta reunião demonstrou que os países da região estão profundamente interessados em expandir a cooperação mútua para sua parte do crescimento estável e a longo prazo“.

Putin, ex-presidente e atualmente primeiro-ministro da Rússia, concordou com seu homólogo chinês e declarou que “a Rússia considera o desenvolvimento da OCS uma prioridade de sua política externa“. (…) “O pacto assinado criará boas oportunidades. Permitirá que asseguremos a coordenação das medidas anticrise“.

A OCS tem como objetivo oficial contribuir para a estabilidade da vasta região da Ásia Central, que inclui tanto reservas de recursos naturais quanto áreas de conflito. Como parte da estratégia sino-russa de influência na região, os dois países fomentam o crescimento econômico e a cooperação para os países-membros. Um exemplo disso pôde ser observado no comunicado conjunto divulgado ao final da Cúpula OCS, no qual foi divulgado um acesso mais facilitado ao financiamento, intensificação da cooperação em economia e comércio, recursos, agricultura, transporte, infra-estrutura, entre outros, considerados estratégicos para a recuperação financeira e econômica dos países da região.

Fonte Consultada: http://www.sectsco.org/

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!