LOADING

Type to search

Share

A China é considerada como “parceiro estratégico” para Angola diversificar a sua economia e suas exportações. Essas foram as palavras da ministra angolana do “Comércio”, Maria Idalina Valente.  O comércio sino-angolano cresce em ritmo saudável e, assim como o Brasil, o país africano é um dos principais parceiros lusófonos de Beijing.

Angola foi um grande país exportador antes da independência e, portanto, a China constitui para nós, efetivamente, um grande parceiro estratégico, porque por muito que se possa exportar, é sempre pouco para o mercado chinês”, afirmou Idalina, em entrevista à “Agência Lusa”.

Angola e outros representantes da “Comunidade dos Países de Língua Portuguesa” (CPLP) estarão de frente com as autoridades chinesas na “Terceria Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Econômica e Comercial entre a China e a CPLP”, que será realizada em Macau, nos dias 13 e 14 deste mês. Durante o evento, espera-se aumentar ainda mais as relações comerciais entre os envolvidos.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!