LOADING

Type to search

Conselho Nacional de Justiça auxiliará na reconstrução do Judiciário haitiano

Share

O conselheiro do “Conselho Nacional de Justiça” (CNJ), Paulo de Tarso Tamburini, entregou ontem, dia 26 de maio, ao diretor da “Agência Brasileira de Cooperação” (ABC), ministro Marco Farani, o relatório da primeira etapa da missão realizada pelo CNJ no Haiti, que verificou a situação do Judiciário local.

O relatório entregue traz detalhes da situação encontrada no Judiciário do Haiti durante a primeira Missão realizada pelo CNJ no país, no mês de abril, visando contribuir para a reconstrução do Judiciário haitiano.

Fizemos uma análise do cenário atual no país para ver em que área poderemos atuar“. Agora, “(…) vamos elaborar projetos nas áreas de interesse demandadas pelo Haiti, a partir dos pedidos feitos por eles“, destacou Tamburini.

De acordo com informações da “Agência CNJ de Notícias”, o CNJ pretende contribuir para a capacitação de magistrados e da “Comissão Eleitoral no Haiti”, assim como na implantação de uma “Justiça Itinerante”, de juizados especiais e de conciliação. Além disso, se pretende contribuir com o processo de identificação dos registros da população “que ruiu com o terremoto“, segundo Tamburini.

Com o terremoto ocorrido em janeiro, grande parte da população ficou sem nenhum documento de identidade e os cadastros também foram destruídos. “Isso prejudica o exercício da cidadania, já que não se pode fazer eleição sem cadastro de eleitores, o que, por sua vez, não é possível sem a identificação das pessoas“, completou o conselheiro.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.