LOADING

Type to search

Cooperação econômica é a essencial para as relações China-Taiwan

Share

As relações entre as duas Chinas (China continental e Taiwan/Formosa) vem melhorando desde o ano de 2008. De fato, as relações comerciais entre os dois lados do Estreito é o principal motivo para a intensificação das relações.

Segundo o diretor do “Departamento de Trabalho de Taiwan” do “Comitê Central do Partido Comunista da China”, Wang Yi, feita durante a “Feira Econômica e Comercial Shandong-Taiwan”, é de benefício mútuo aprofundar as relações econômicas e comerciais entre os lados. Desta forma, a ilha de Formosa não perderá sua importância econômica na região e a China [continental] terá melhores “relações” com a ilha.

Wang também é o chefe do “Departamento dos Assuntos de Taiwan do Conselho de Estado” e espera poder implementar sem problemas o “Acordo Quadro de Cooperação Econômica” (AQCE) que foi assinado em junho deste ano (2010). Com a implementação do Acordo haverá maior facilidade para as empresas taiwanesas investirem no continente e vice-versa.

Apenas em 2009, mais de 50 empresas chinesas investiram em Formosa, totalizando US$ 133 milhões. Os investimentos se iniciaram em julho, quando as autoridades da ilha autorizaram os investimentos de companhias do continente.

Os “Acordos de Cooperação” também são importantes para diminuir as tensões políticas entre Beijing e Taipei, relações que, até o presente, são constituídas de divergências políticas e questionamentos sobre a soberania do Estado taiwanês. A “cooperação econômica” tem sido um meio de se manter boas relações sem trazer dificuldades políticas.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.