LOADING

Type to search

Curitiba: Atuação Internacional Municipal para fortalecer o Desenvolvimento Local

Share

A realidade atual não aceita mais a antiga e ultrapassada concepção de um município isolado do resto do mundo e sem poder de negociação autônoma com players políticos e estatais estrangeiros, uma vez que já se concebe que somos todos peças de um grande cenário internacional. Assim, as relações internacionais passaram a ser vistas como vias eficazes para se adquirir financiamento de políticas públicas locais.

 

Nesse sentido, as agências internacionais de cooperação têm direcionado mais os seus recursos para os municípios, ao perceberem que este é o espaço ideal de interação entre os atores da sociedade civil, da iniciativa privada e das esferas de governo. Dessa forma, é possível conceber a ação de todos para o desenvolvimento, conformando o conceito de Paradiplomacia.

A idéia de uma gestão de sucesso passa a ser a principal característica daqueles que compreendem sua posição de ator global e, a partir daí, usam de estratégias internacionais para absorver as inúmeras oportunidades externas.

Seguindo este raciocínio, de uma tendência na qual os gestores municipais deverão desenvolver estratégias de projeção internacional para fortalecer o desenvolvimento local, o prefeito de Curitiba, Beto Richa, no dia 26 de outubro, reuniu-se em Beirute, capital do Líbano, com o general Michel Suleiman, presidente daquele país. O objetivo do encontro foi negociar futuros acordos de cooperação econômica entre a Prefeitura de Curitiba e o governo do Líbano.

Richa afirmou que pretende “estreitar as relações comerciais com os libaneses e atrair novos investimentos para Curitiba e para o Paraná”. Por sua vez, Suleiman destacou que, apesar da crise, o Líbano projeta um crescimento de 7% do PIB, em 2009.

Para estreitar as relações entre Curitiba e o Líbano, primeiro-ministro libanês propôs que se estabeleçam como cidades irmãs este município brasileiro e Sur, cidade milenar, localizado100 quilômetrosao sul de Beirute.

Richa aproveitou o encontro, acompanhado de uma comitiva de empresários paranaenses, para apresentar o projeto Tecnoparque, sobre o qual, segundo informações do prefeito, os libaneses ficaram bastante interessados.

O Tecnoparque é um programa de cooperação interinstitucional, liderado pela Prefeitura de Curitiba, que envolve os setores governamental, científico e empresarial. O projeto tem como objetivo geral promover o desenvolvimento econômico da cidade, por meio do estímulo e apoio aos setores de alta tecnologia com a conformação de um Parque Tecnológico. Até o momento, já registrou a adesão de, aproximadamente, 100 empresas.

Durante a semana, a agenda oficial do prefeito de Curitiba no Oriente Médio inclui novos encontros com líderes políticos e empresariais do Líbano.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!