LOADING

Type to search

Estudo do BID indica que os grandes desastres naturais não tendem a afetar o crescimento econômico no longo prazo

Share

Um novo estudo* lançado pelo “Banco Interamericano de Desenvolvimento” (BID) demonstra que “os grandes desastres naturais não tendem a afetar o crescimento econômico no longo prazo, a menos que sejam seguidos de uma ruptura radical da ordem institucional da sociedade”.

De acordo com um comunicado do BID, o estudo examinou um conjunto de dados sobre desastres naturais e indicadores econômicos em mais de 100 países, entre 1970 e 2000. Para cada amostra de países, os pesquisadores compararam o desempenho econômico destes países com o que teria acontecido na ausência de um grande desastre natural.

Este estudo procura estabelecer o efeito causal entre desastres naturais e crescimento econômico”, declarou Eduardo Cavallo, economista do BID que liderou o estudo. “Os resultados demonstram que as economias geralmente recuperam-se do choque, a menos que o desastre natural aumente a probabilidade de uma reviravolta política radical que desmantele a organização institucional.

Os resultados do estudo não eliminam a necessidade de assistência internacional quando um país sofre um desastre natural de grande magnitude.  “Desastres naturais podem ser uma experiência muito traumática para os países e a assistência é fundamental para aliviar o sofrimento humano e criar confiança na capacidade de recuperação do país”, afirmou.

—————————————————————————————————————————————-

* Para baixar o estudo, acesse este link: http://www.iadb.org/research/pub_desc.cfm?pub_id=IDB-WP-183

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!