LOADING

Type to search

Share

Macau é conhecida como sendo a plataforma de investimentos da China para a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), no entanto, segundo diagnóstico do “Fórum para a Cooperação entre China e os Países de Língua Portuguesa” (Fórum Macau), ainda há muito que fazer para intensificar o comércio sino-lusófono e, dentre os principais entraves, encontra-se a falta de formação de recursos humanos adequados que possam criar mais vontade política para gerar investimentos.

 

Outro entrave destacado pelo Fórum Macau é fato de os contatos ainda estarem concentrados em nível governamental, tornando o fomento a investimentos mais limitados à dependência de apenas um ente para realizar uma gama de relações que necessitam ser articuladas com vários atores.

Conforme o Secretário Geral do Conselho Empresarial da CPLP, Francisco Mantero, o Fórum Macau ainda está no plano da retórica e das “boas intenções”, indicando que são realizados encontros, mas não há continuidade e estabelecimento de vínculos, ou programas de cooperação que façam com que as relações sejam duradoras e sólidas concretizando a devida atração de investimentos.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!