LOADING

Type to search

GOVERNO ALEMÃO FORMALIZA A FUSÃO DE 3 AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃO DO PAÍS

Share

O governo alemão formalizou, no dia 16 de dezembro, a fusão das três organizações de cooperação da Alemanha: a “Agência Alemã de Cooperação Técnica” (GTZ, em alemão), o “Serviço Alemão de Desenvolvimento” (DED, em alemão) e “InWEnt”, surgindo a “Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit” (“GIZ”, em alemão /Sociedade para a Cooperação Internacional”, em português), que começará suas atividades no início de 2011.

 

Para compreender a composição desta fusão é necessário fazer uma breve descrição das “Agências de Cooperação” incluídas na criação da GIZ:

1.      A GTZ é uma empresa pública, criada em 1974, com o objetivo de gerenciar os projetos de cooperação técnica internacional da Alemanha, sendo responsável pela implementação da contribuição alemã, por delegação do “Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento” (BMZ).

2.      O DED foi fundado em 1963 com o objetivo de apoiar, em parceria com outras instituições, as pessoas dos países em desenvolvimento, atendendo às solicitações das organizações parceiras nos países onde atua, principalmente por meio do envio de profissionais qualificados para as regiões necessitadas.

3.      A InWEnt é uma organização mais recente, criada em 2002 pela fusão entre a “Carl Duisberg Gesellschaft e.V.” e a “Fundação Alemã para o Desenvolvimento Internacional”, que atua no desenvolvimento de recursos humanos, de formação contínua e de diálogo internacional. Os programas internacionais de capacitação e diálogo desta organização dirigem-se a especialistas e executivos, bem como aos tomadores de decisão do setor privado, da política, da administração pública e da sociedade civil de todo o mundo.

Poucos dias depois da formalização da fusão, o governo alemão anunciou os nomes daqueles que ocuparão os assentos no “Conselho Executivo” da recém-formada instituição de cooperação alemã GIZ: Bernd Eisenblätter, ex-presidente da GTZ, irá dirigir o grupo, que incluirá também Adolf Kloke-Lesch, Tom Paetz, Sebastian Paust, Jürgen Wilhelm, Christoph Beier e Hans-Joachim Preuss.

A “Ministra Federal do Desenvolvimento”, Dirk Niebel, declarou que este “é um dia histórico para a política alemã de desenvolvimento (…) nós temos um cronograma ambicioso, e apesar de enorme resistência (…) com a fusão das agências de desenvolvimento GTZ, DED e InWEnt, conseguiremos ser mais eficientes, reduzindo a duplicação de trabalhos e reconquistando o controle político do trabalho de desenvolvimento do Governo Federal”.

Esta reforma visou a implementação de uma organização enxuta, econômica e mais transparente para agilizar os contratos e tornar as atividades dos agentes de cooperação para o desenvolvimento mais eficazes.

Ademais, esta reforma tem como um dos principais objetivos reforçar o papel de direção política do “Ministério Federal da Cooperação Econômica e Desenvolvimento” da Alemanha.

Com aproximadamente 19.000 funcionários, operações em 130 países, um faturamento aproximado de 2 bilhões de euros por ano, a GIZ deverá ser uma das maiores agências de cooperação, por outro lado a cooperação financeira alemã continuará a ser realizada separadamente pelo “Banco Alemão de Desenvolvimento” (KfW, em alemão).

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!