LOADING

Type to search

Índia, China e México são os maiores receptores de remessas

Share

Segundo o Banco Mundial (BM), a Índia, a China e o México mantiveram as suas posições de liderança como os destinatários das remessas de dinheiro dos migrantes entre os países em desenvolvimento.

 

De acordo com o Banco Central da Índia, as transferências privadas, compostas principalmente das remessas de dinheiro feitas por indianos que trabalham no exterior, aumentou para US$ 46,4 bilhões (4 % do PIB) em 2008-09.

Porém, o crescimento no fluxo de remessas começa a estagnar e como indicou o BM, a quantidade de remessas enviadas por trabalhadores que vivem no estrangeiro deverá cair de US$ 305 bilhões para US$ 290 bilhões, o equivalente a cerca de R$ 600 bilhões, o que poderá afetar significativamente os países líderes na recepção de remessas.

A queda no fluxo de remessas se deve ao fato da crise ter diminuído os fluxos migratórios, além de ter afetado os migrantes que vivem no exterior com o aumento do desemprego.

Na América Latina, o Brasil é o terceiro a obter o maior número de envios. Os brasileiros que trabalham fora do país enviaram ao Brasil cerca de US$ 4,5 bilhões em 2008, apenas US$ 100 mil a mais que o montante recebido pela Colômbia.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!