LOADING

Type to search

OCDE registra já obtido o maior crescimento em Ajuda Oficial para o Desenvolvimento

Share

Segundo o “Relatório sobre o Desenvolvimento da Cooperação”, publicado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE, sigla em inglês), os recursos totais dos países membros da OCDE destinados em 2008 para Ajuda Oficial ao Desenvolvimento (AOD) aumentaram 10,2%, sendo o maior crescimento em AOD já registrado pela organização.

 

Com esta publicação, a OCDE anuncia um chamado para que os países-membros realizem investimentos em desenvolvimento com uma firme coordenação e prioridade política, tanto em nível global, como internamente em cada país.

EUA, Alemanha, Reino Unido, França e Japão foram em 2008 os países que mais aumentaram os recursos destinados para AOD. A Dinamarca, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos e Suécia, ultrapassaram o objetivo de 0,7% do Produto Interno Bruno dos países direcionados a ajuda, proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O relatório ilustra também o novo ambiente para o auxílio ao desenvolvimento e o seu significado para o Comitê de Ajuda ao Desenvolvimento (CAD) da OCDE, identificando a fragmentação como o maior obstáculo que impede a ajuda de produzir um impacto de desenvolvimento significativo.

Ela está relacionada aos recursos canalizados em parcelas pequenas e provenientes de vários doadores sem a devida articulação, criando custos administrativos desnecessários que dificultam a aplicação dos fundos onde realmente são necessários, de forma a otimizar a aplicação dos recursos disponibilizados.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.