LOADING

Type to search

Setor privado brasileiro implementará projetos de economia de energia, com assistência do BID e do PNUD

Share

O Banco Interamericano de Desenvolvimento aprovou ontem, dia 29 de outubro, um programa de US$ 25 milhões para apoiar projetos de economia de energia em prédios privados no Brasil.

 

Os US$ 25 milhões que serão investidos no “Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética (EEGM)” do Brasil incluem US$ 15 milhões do capital do Banco e uma doação de US$ 10 milhões do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF). O EEGM será utilizado em parceria com o “Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento” (PNUD), para a realização de atividades de assistência técnica.

O programa pretende ajudar bancos comerciais e outros emprestadores ou investidores a financiar projetos de eficiência energética para edifícios, promovidos por Empresas de Serviços de Eficiência Energética (ESCOs) brasileiras.

Complementando a descrição dos projetos, eles devem incluir a substituição de sistemas de iluminação, condicionadores de ar, resfriadores, motores e bombas ineficientes por modelos, ou tecnologias mais eficientes, e a instalação ou melhoria de sistemas de controle que possam otimizar o consumo de energia.

O EEGM é dimensionado para apoiar mais de 200 projetos desenvolvidos por até 40 ESCOs brasileiras, durante um período de cinco anos.

Segundo informações do BID, o mecanismo é um instrumento totalmente independente, destinado a complementar o programa especializado do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social brasileiro (BNDES), que financia investimentos em eficiência energética.

Os usuários finais do EEGM devem ser principalmente empresas ou instituições do setor privado que possuam prédios com necessidade de adaptações, para tornar mais eficiente o seu consumo de energia.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!