LOADING

Type to search

“União Européia” reduz em 7,2% a emissões dos gases geradores do efeito estufa

Share

Ontem, dia 26 de abril, foi divulgada com destaque pela imprensa internacional a redução pela “União Européia” de 7,2% nas emissões de gases geradores do efeito estufa em 2009, o que aproximou o Bloco de sua meta de um corte de 20% nas emissões até 2020.

Dados da “Agência Ambiental Européia” indicam que a redução nas emissões de CO² está relacionada a forte recessão econômica européia iniciada em 2009. “A recessão em 2009 acelerou, temporariamente, a tendência de baixa nas emissões totais de gás-estufa”, ressaltou a Agência.

Analistas indicam também que o setor industrializado europeu está perdendo espaço para competidores nos países “emergentes” ou, ainda, enviando para lá suas fábricas. Como o cálculo da “pegada de carbono”* é feito com base na produção e não no consumo de mercadorias, configura-se, desta forma, o cenário “ideal” para que os europeus atinjam sua meta de corte de 20% nas emissões até 2020.

Para Glen Peters, do “Centro Internacional de Pesquisa Climática e Ambiental” em Oslo, é preciso mudar o modelo pelo qual é calculada a “pegada de carbono”. “O foco em emissões territoriais da forma que é feito pelo Protocolo de Quioto não é eficiente para reduzir as emissões. Deveriam existir mais mecanismos de controle e monitoramento ao longo de toda a cadeia de produção e comércio das mercadorias”, explica Peters, autor do estudo “Growth in emission transfers via international trade from 1990 to 2008” (Crescimento da transferência de emissões via comércio internacional entre 1990 e 2008).

“———————————————————-

* A pegada de carbono mede a quantidade de dióxido de carbono (CO²) que produzimos diariamente.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.