LOADING

Type to search

Universidade Russa busca atrair estudantes da CPLP

Share

O jornal “pravda.ru” anunciou ontem, dia 23 de maio, que a “Universidade Técnica de Kaliningrad”, na Rússia, está convidando os jovens da “Comunidade dos Países de Língua Portuguesa” (CPLP), que sejam interessados no desenvolvimento das relações com a “Federação Russa” e gostariam de obter ensino profissionalizante nas faculdades do país, a conhecerem seus programas de estudos.

De acordo com a agência de notícias russa, a “Universidade Técnica de Kaliningrad” é uma instituição de ensino superior que oferece cursos de bacharelado, especialização e mestrado.

A Universidade oferece ensino em diversas faculdades, como pesca e produção de peixe, faculdade de tecnologia e mecânica, faculdade de construção naval e energia, faculdade de automação e controle, e faculdade de finanças. Para estudantes estrangeiros, oferece hospedagem, localizada no centro da cidade, com 1.200 lugares, e são desenvolvidos cursos de adaptação, excursões educacionais, encontros internacionais, olimpíadas e competições desportivas”, complementa a agência Pravda.

A Universidade dispõe ainda de um centro de ensino básico para estrangeiros, onde são lecionadas a língua russa, matemática, física, química, entre outras disciplinas básicas necessárias para acompanhar o curso escolhido.

, a professora Larissa Nikolaevna Kalinikova, pelos endereços eletrônicos [email protected] ; [email protected] .

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta