LOADING

Type to search

Visita de dois ex-presidentes norte-americanos no Haiti

Share

Dois ex-presidentes dos Estados Unidos, George W. Bush (republicano) e Bill Clinton (democrata) realizaram nesta segunda-feira, dia 22 de março de 2010, uma visita em Porto Príncipe (capital haitiana), mais de dois meses após o violento terremoto de 12 de janeiro.

No marco desta visita os ex-presidentes chamaram à solidariedade os cidadãos norte-americanos, com o intuito de ajudarem na reconstrução do país. Eles formaram uma Fundação, denominada “Clinton-Bush”, para captar fundos em benefício do Haiti.

Nossa missão (…) consiste em sensibilizar os norte-americanos de que há, todavia, muitos sofrimentos no Haiti e falta muito a realizar”, segundo o presidente Bush. Por sua parte, o presidente Clinton, que está em sua terceira visita depois do terremoto, disse que a missão da “Fundação Clinto-Bush” consiste em enfrentar a fase de emergência e ir além, para acompanhar o desenvolvimento haitiano.

Esta visita se insere dentro de uma estratégia geopolítica dos Estados Unidos para assumir a liderança da reconstrução do Haiti, frente às divergências dos atores internacionais para por em marcha uma estratégia coerente.

Para a opinião pública haitiana, estas iniciativas não terão o êxito desejado com este paradigma de desenvolvimento exógeno e importado. Para tanto, devem associar-se com as forças vivas do país na definição de um projeto de nação.

Mais que uma tragédia humanitária, que põe em dificuldade o orgulho de todo um povo, muitos setores no Haiti consideram o terremoto como uma oportunidade para criar um novo país.

 

ORIGINAL

COOPERAÇÃO INTERNACIONAL – Visita de dos ex-presidentes americanos en  Haití

Dos ex-presidentes de los Estados Unidos : Georges W. Bush (republicano) y Bill Clinton (demócrata) han realizado este lunes una visita en Puerto Príncipe, mas de dos meses después del terremoto violento de 12 de enero. En el marco de esta visita los ex presidentes han llamado a la solidaridad de los ciudadanos americanos para ayudar a la reconstrucción de Haití. Estos presidentes han formado  una fundación “Clinton-Bush” para captar fundos a beneficio de Haiti.

“Nuestra misión en Haití consiste a sensibilizar los norteamericanos que hay todavía muchos sufrimientos en Haití y falta mucho a realizar” según el presidente Bush. Por su parte el presidente Clinton quien está a su tercera visita después del terremoto, dijo que la misión de la fundación Clinton-Bush consiste a enfrentar la fase de emergencia e ir más allá para acompañar el desarrollo de Haití.

Esta visita se enmarca dentro de una estrategia geopolítica de los Estados Unidos para asumir el liderazgo de la reconstrucción en Haití frente a las divergencias de los actores internacionales para poner en marcha una estrategia coherente.

Para la opinión pública haitiana, estas iniciativas   no tendrán el éxito deseado con este paradigma de desarrollo exógeno e importado, deben asociarse con  las fuerzas vivas del país en la definición de un proyecto de nación.  Más que una tragedia humanitaria que pone en dificultad el orgullo de todo un pueblo, muchos sectores en Haití consideran el terremoto como una oportunidad para crear una nueva Haiti.

Tags:
Jean Garry - Porto Príncipe (Haiti)

De nacionalidade haitiana, é formado em Marketing pela Universidad Interamericana de Santo Domingo, possui Pós-Graduação em Gestão de Projetos Sociais pela Universidad Autónoma de Santo Domingo e Mestrado em Economia pela Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). É graduado no Curso de Gerenciamento Social do Instituto de Desenvolvimento Social (INDES) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, e do curso Gestão Estratégica do Desenvolvimento Social e Regional da Comissão Econômica para América Latina (CEPAL) em Santiago do Chile. Tem experiência como Gerente de Marketing em diversas empresas privadas e trabalhou como consultor em Desenvolvimento Comunitário do Ministério de Obras Públicas do Haiti e em diversos projetos de desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.