LOADING

Type to search

Aprofundamento das relações militares entre Japão e China

Share

Enquanto o Japão discute com Washington sobre o futuro da presença militar americana em território japonês, as duas maiores potências do leste asiático (Japão e China) buscam mecanismos para aprofundar a cooperação no campo militar.

Neste final de semana, dia 27 de novembro, os  ministros Toshimi Kitazawa, do Japão, e Liang Guanglie, da China, se encontraram para discutir sobre o aprofundamento do intercâmbio entre militares chineses e japoneses.

Nesta mesma data, foi divulgado um documento conjunto que confirma nove consensos na área militar. Serão realizadas visitas recíprocas de líderes militares, intercâmbios entre as tropas, manutenção das visitas dos navios de guerra, coordenação no treinamento de resgate naval e realização anual de negociações sobre segurança de defesa nacional.

O ministro japonês solicitou maior transparência nas informações sobre o crescente orçamento militar chinês, detalhes sobre os estoques de armamentos e detalhes orçamentários. Segundo Kitazawa, essa transparência será fundamental para que não haja desentendimentos entre os dois governos.

Liang respondeu que o governo chinês irá trabalhar da forma mais clara e transparente possível para manter ótimas relações com o Japão. Também deixou claro que Pequim está empenhada em reforçar a cooperação militar com os japoneses e aumentar a confiança mútua entre os dois Estados.

Em um momento no qual os japoneses e americanos entram em desentendimentos sobre questões militares, as relações entre Japão e China estão aumentando positivamente em todos os setores, desde o início da crise financeira global e, neste momento, existe a tendência de um aumento do intercâmbio militar.

A opinião pública japonesa, principalmente de Okinawa, é mais favorável aos chineses do que a presença norte-americana na região.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.