LOADING

Type to search

Cooperação na área educacional entre Brasil e São Tomé e Príncipe

Share

Brasil e São Tomé e Príncipe estão desenvolvendo um projeto de cooperação na área educacional, pelo qual se pretende criar um sistema de avaliação do sistema de educação superior santomense. A operacionalização do projeto está a cargo de órgãos dos dois países. Pelo Brasil serão o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais e Técnicos (INEP) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC); por São Tomé e Príncipe será o Ministério da Educação, Cultura e Ciência da República Democrática de São Tomé e Príncipe (MECC). A solicitação para a realização desse projeto partiu do MECC e somou-se à iniciativa brasileira de cooperar também no que tange ao aperfeiçoamento das capacidades das instituições de ensino superior.

O processo de observação para a elaboração da cooperação foi iniciado no mês de fevereiro com a visita técnica de funcionários do INEP e ABC. Ao longo dela, o método utilizado foi o exame do processo educacional vigente. Posteriormente será analisado o sistema de avaliação, para que seja desenvolvida a reforma.

Logotipo da Universidade de São Tomé e Príncipe

As relações entre Brasil e São Tomé e Príncipe são datadas da década de 1980.  Atualmente, tais relações caracterizam-se pelo grande volume de projetos, tornando o Brasil o terceiro maior contribuinte na área de cooperação com o país. Dentre essa colaboração, destacam-se os projetos voltados para a população, como a educação, geração de emprego, saúde e inclusão social. Como continuidade à visita técnica realizada no mês de fevereiro, no final do mês de maio foi realizado o Primeiro Seminário Para a Criação do Sistema de Avaliação do Ensino Superior em São Tomé e Príncipe, que ocorreu no Centro de Formação Profissional Brasil – São Tomé e Príncipe, instituição que foi inaugurada há quatro anos, e é resultado da cooperação voltada a educação profissional.

O Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, compreende que com este processo busca-se aprimorar o sistema educacional e científico para poder construir um sistema de avaliação igualmente eficaz. Cabe destacar que o país possui uma universidade pública, a Universidade de São Tomé e Príncipe (USTP), e duas universidades privadas, a Universidade Lusíada de São Tomé e o Instituto Universitário de Contabilidade, Administração e Informática (IUCAI). A cooperação para o aperfeiçoamento do sistema de educação superior é entendido pelo país como meio de incentivar a população a buscar o educação em seu território, uma vez que o ensino superior em outros países possui um custo maior.

Entende-se que, apesar de inicialmente o ímpeto pela cooperação advenha da necessidade da reforma da avaliação do sistema educacional santomense, a inovação na forma de avaliação reflete igualmente na qualificação dos profissionais que atuarão no país, impactando a longo prazo no desenvolvimento social santomense.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Bandeira de São Tomé e Príncipe” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Tom%C3%A9_e_Pr%C3%ADncipe#/media/File:Flag_of_Sao_Tome_and_Principe.svg

Imagem 2 Logotipo da Universidade de São Tomé e Príncipe” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Universidade_de_S%C3%A3o_Tom%C3%A9_e_Pr%C3%ADncipe#/media/File:Logotipo_USTP.jpg

Lauriane Aguirre - Colaboradora Voluntária

Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Dentre as áreas de interesse encontram-se Cooperação Técnica Internacional e Segurança Internacional. Como colaboradora do CEIRI Newspaper escreve sobre o continente africano, mas especificamente os países de língua portuguesa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.