LOADING

Type to search

[:pt]Crise obriga venezuelanos cruzarem a fronteira em busca de alimentos[:]

Share

[:pt]

Conforme vem sendo divulgado, a crise na Venezuela está crescendo a cada dia. Neste momento, a principal luta dos venezuelanos é pelo que comer. No último domingo, dia 10 de julho, milhares de pessoas cruzaram a pé a fronteira com a Colômbia, aproveitando a abertura temporária de 12 horas da passagem de pedestres, que havia sido fechada há 11 meses, para comprar, na cidade de Cúcuta, alimentos e remédios que estão faltando na Venezuela.

A passagem entre os dois países foi fechada por ordem do presidente venezuelano Nicolás Maduro, devido a uma campanha de combate ao contrabando e para se contrapor a supostos paramilitares, ampliando-se por toda a extensão da fronteira entre Colômbia e Venezuela, conforme publicou o site de notícias UOL.

A Venezuela vem passando por uma séria crise de desabastecimento de produtos de primeira necessidade, deixando as prateleiras dos supermercados completamente vazias, agravando cada vez mais a crise que assola o país. De acordo com as notícias disseminadas, até a Coca-Cola anunciou que interrompeu a produção de refrigerantes no país por causa da falta de açúcar no mercado. Nos hospitais, recém-nascidos e doentes crônicos morreram nos corredores por causa da falta de remédios e de equipamentos. Uma epidemia de fome se alastrou no país. Enquanto a população venezuelana agoniza, o presidente Nicolás Maduro faz a única coisa que sabe: discursa.

Diante do cenário, a trágica situação venezuelana parece não ter saída. Outros países estão interferindo para que uma solução seja encontrada. Em junho, o veterano diplomata norte-americano Thomas Shannon encontrou-se com o presidente Maduro, pois os Estados Unidos estão apoiando uma iniciativa da Oposição para a realização de um Referendo revogatório ainda este ano (2016), que pode tirar Maduro do poder.

———————————————————————————————–                    

Imagem (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nicolás_Maduro

[:]

Jamile Calheiros - Colaboradora Voluntária

Bacharel em Relações Internacionais e Direito, com especializações em Direito Público Municipal e em Política e Estratégia. Aluna especial no Mestrado Acadêmico em Administração pela UFBa. Possui experiência na área jurídica adquirida em estágios em escritórios de advocacia, Petrobrás, Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados. Tem experiência internacional, em Dublin – Irlanda. Diretora Institucional da BBOSS. Voluntária [email protected] - Project Management Institute – Capítulo Bahia, Diretoria de Alianças e parcerias desde Agosto de 2015.

  • 1

Deixe uma resposta