LOADING

Type to search

Cristina Kirchner mantém liderança folgada para eleições presidenciais

Share

A presidente da argentina está mantendo sua larga vantagem nas tendências de voto para as eleições presidenciais a serem realizadas no dia 23 de outubro próximo. A mídia e observadores internacionais estão afirmando que o processo está esfriado devido a certeza que a população tem de que a atual mandatária vencerá já no primeiro turno, com aproximadamente 55% (segundo dados de pesquisas de tendências de voto), graças aos bons resultados da política econômica adotada pelo governo, que resultou no crescimento da economia, acompanhado do aumento do poder de compra do cidadão argentino, apesar de haver muitas criticas de que o modelo adotado tenderá a ser esgotar e levará a um retrocesso em futuro médio.

 

Cristina está aproveitando para manter a imagem de líder capaz que conseguiu reerguer a Argentina frente ao caos e decadência em que se encontrava. Para tanto continua no exercício de inaugurar obras de infraestrutura e investir nas questões que envolvem os direitos do cidadão, como a entrega de 10 milhões de documentos de identidades recém impressos pelo novo sistema de catalogação informatizado no país.

Além disso, inaugurou recentemente uma “Usina Nuclear” (“Atucha 2”), a terceira do pais, crescendo a participação do setor atômico para 10% da matriz energética argentina, sendo uma obra que estava parada por 25 anos.

Para evitar críticas, diante da atual situação negativa que a geração de energia pela matriz nuclear está vivendo, graças ao acidente em Fukushima, a Presidente tem informando que também está investindo em energia solar e eólica, tanto que inaugurou recentemente o maior parque eólico da Argentina, na Província de Chubut (Patagônia), na cidade de Rawson, a 1400 quilômetros de Buenos Aires.

A presidente está sendo vista como a responsável pelos avanços recentes do país, algo que lhe tem dado tranqüilidade ao ponto de recusar participar de comícios acompanhada do ex-presidente brasileiro, Luis Inácio Lula da Silva.

Segundo alegou, porque não quer participar de grandes atos políticos, mas já há observadores que apontam que ela quer evitar críticas por excesso de populismo, apesar de o brasileiro ser bem visto pelo povo argentino e ter anunciado que estará presente no país no final de outubro para comemorações com Cristina Kirchner. Para os analistas, independentemente dessas pequenas questões, a reeleição da mandatária é dada como certa, exceto se algo catastrófico ocorrer.

———–

Fontes:

Ver:

http://www.bigjornal.com/cristina-kirchner-e-presidente-da-argentina/

Ver:

http://br.noticias.yahoo.com/liderança-ampla-cristina-kirchner-esfria-campanha-argentina-003519051.html

Ver:

http://www.defesanet.com.br/geopolitica/noticia/3015/Argentina-inaugura-central-nuclear-apos-25-anos

Ver:

http://www.videversus.com.br/index.asp?SECAO=80&SUBSECAO=0&EDITORIA=38004

Ver:

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=537544

Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/983977-cristina-kirchner-desiste-de-comicio-ao-lado-de-lula.shtml

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.