LOADING

Type to search

Cristina Kirchner oficializou pré-candidatura ao Senado argentino

Share

No dia 24 de junho, Cristina Fernandez de Kirchner, ex-Presidente da Argentina por dois mandatos (2007-2015), lançou sua pré-candidatura ao Senado pela província de Buenos Aires. A líder oposicionista concorrerá pelo partido recém-lançado Unidad Ciudadana, em chapa conjunta com Jorge Taiana, ex-Chanceler, atual Deputado do Parlamento do Mercosul (Parlasul) e militante do Movimiento Evita.

Logo da coalizão eleitoral ‘Unidad Ciudadana’, fundada na Argentina em 2017

A criação da frente eleitoral Unidad Ciudadana ocorreu em razão da dificuldade do Partido Justicialista em alcançar unidade e da dificuldade da ex-Presidente em liderá-lo. Durante o lançamento da frente, em 20 de junho, Cristina Kirchner mostrou força política, ao lotar um estádio de futebol com 25 mil pessoas, que afirmavam o slogan “vamos voltar”. A plataforma eleitoral apresentada por seu partido é crítica à política econômica ortodoxa do governo de Maurício Macri, defende o fim dos ajustes fiscais, das reformas econômicas liberalizantes e propõe uma política industrial mais afirmativa.

A competição pelo cargo de Senador por Buenos Aires, onde vive 40% do eleitorado argentino, será um termômetro para o Governo atual. Além da lista apresentada pela Unidad Ciudadana, são pré-candidatos Esteban Bulllrich e Gladys Gonzáles, pela coligação governista Cambiemos; Florencio Randazzo e Florencia Casmiquela, pelo Partido Justicialista; e Sergio Massa e Margarita Stolbizer, pela coligação Por 1País. As listas terão que ser confirmadas nas Primárias Abertas Simultâneas e Obrigatórias (PASO), em 13 de agosto próximo, para posteriormente seguirem às eleições nacionais, que ocorrerão em 22 de outubro deste ano (2017), quando serão selecionados 127 Deputados federais e 24 Senadores.

O pleito representa a volta oficial de Cristina Kirchner à política nacional e é um primeiro passo em sua pretensão à Presidência nas eleições de 2019. A ex-Mandatária possui experiência no âmbito legislativo, já foi Deputada federal, pela província de Santa Cruz, e Senadora por três mandatos, dois por Santa Cruz e um por Buenos Aires.  Cristina Kirchner deve ser favorecida pelas dificuldades econômicas enfrentadas pelo país, embora enfrente reveses por denúncias de corrupção.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Discurso de Cristina Kirchner em 20 de junho de 2017” (Fonte):

http://www.cfkargentina.com/unidad-ciudadana-cfk-en-arsenal/

Imagem 2 Logo da coalizão eleitoral Unidad Ciudadana’, fundada na Argentina em 2017” (Fonte):

https://es.wikipedia.org/wiki/Unidad_Ciudadana

Livia Milani - Colaboradora Voluntária

Mestre e doutoranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais "San Tiago Dantas" (UNESP,UNICAMP, PUC-SP) e graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista - UNESP. Participa do Grupo de Estudos em Defesa e Segurança Internacional (GEDES/UNESP). Pesquisa principalmente nos seguintes temas: Segurança Regional, Política Externa, Integração Regional, Relações Brasil-Argentina, cooperação em Defesa na América do Sul, Relações Inter-americanas.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!