LOADING

Type to search

Dique de contenção: “Zona do Euro” aceita concessão de um resgate financeiro de € 100 bilhões à Espanha

Share

O ministro de Finanças da Espanha, Luis de Guindos, pediu neste sábado, 9 de junho, uma ajuda financeira de € 100 bilhões (10% da riqueza que a Espanha produz em um ano) à “Zona do Euro” para fazer o resgate dos Bancos do país.

De acordo com fontes de informações da Espanha, ainda no sábado, os ministros de Finanças da “Zona do Euro” aceitaram a concessão do resgate solicitado para recapitalizar o “sistema financeiro” espanhol.

 

Guindos afirmou, citado pelo jornal “Folha de São Paulo”*, que as condições e as taxas de juros serão favoráveis e “as exigências de austeridade serão feitas apenas ao setor financeiro”*, sem afetar a sociedade espanhola.

Contrariando a perspectiva do Governo, o jornal “El País”**, baseado no comunicado divulgado pelos ministros da “Zona do Euro”, alertou que em troca dessas “condições favoráveis”** a Espanha “cederá a soberania sobre seu sistema financeiro” e também “perderá a soberania fiscal”.

O cenário que já era desfavorável ao primeiro-ministro Mariano Rajoy ficou ainda pior com seu “sumiço” durante este fim de semana, deixando o anúncio  da “ajuda financeira” para ser dado pelo Ministro de Finanças, com ordem explícita para frisar que o ocorrido não é um resgate, mas uma “ajuda financeira”.

Os espanhóis esperavam*** que Rajoy se pronunciasse antes de pegar um avião à Polônia para ver o jogo da seleção espanhola de futebol contra a seleção da Irlanda (no dia 14 de junho, quinta-feira), que disputam a “Eurocopa” (algo por ele considerado como prioridade).

Após a pressão realizada pela mídia do país, ao final da noite de domingo, 10 de junho, Rajoy se pronunciou em uma coletiva de imprensa*** “vendendo” uma imagem positiva com relação ao resgate, ou a ajuda financeira, destacando que com este capital “voltará a fluir crédito às famílias, aos empreendedores, às pequenas e médias empresas, aos trabalhadores e autônomos para que todos possam desenvolver suas iniciativas, manter ou criar empresas e, ao mesmo tempo, criar emprego”****.  A mensagem positiva não acalmou a sociedade espanhola que teme um colapso ainda maior em sua economia.

———————————————–

Fontes Consultadas:

* Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1102433-espanha-pede-ajuda-financeira-de–100-bi-a-zona-do-euro.shtml

** Ver:

http://economia.elpais.com/economia/2012/06/09/actualidad/1339230670_176850.html

*** Ver:

http://politica.elpais.com/politica/2012/06/10/actualidad/1339324625_177625.html

**** Ver:

http://www.lamoncloa.gob.es/Presidente/Actividades/ActividadesNacionales/2012/100612Rajoy.htm

 

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!