LOADING

Type to search

Bancos e instituições financeiras no Brasil estão abrindo linhas de crédito para projetos sustentáveis

Share

Bancos e instituições financeiras no Brasil estão seguindo uma tendência mundial, abrindo linhas de crédito para projetos sustentáveis. Esses investimentos oferecem vantagens financeiras que incluem taxas mais baixas e prazos maiores.

Instituições que planejam abrir ou ampliar a área de atuação com ênfase na proteção ambiental e desenvolvimento social já podem contar com planos especiais oferecidos por Bancos como o “Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social” (BNDES), “Banco do Nordeste do Brasil” (BNB) e “Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste” (SUDENE).

Há modalidades de apoio não-reembolsável, como o “Fundo Amazônia”, a “Iniciativa BNDES Mata Atlântica”,  o “Fundo de Desenvolvimento Tecnológico” (FUNTEC) e de apoio reembolsável, como a “Linha de Apoio a Investimentos em Meio Ambiente” o “Apoio a projetos de eficiência energética” (PROESCO) que são algumas das opções para o empresariado.

Os empreendimentos podem seguir diversos ramos, como agropecuária orgânica, geração de energia alternativa, manejo florestal, tecnologias limpas, estudos ambientais, reflorestamento, coleta e reciclagem de resíduos sólidos, implantação de sistemas de gestão ambiental e certificação, recuperação de áreas degradadas, entre outras.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!