LOADING

Type to search

Economia japonesa: Governo estende garantias de empréstimos e anuncia U$ 115 bilhões para injetar no mercado financeiro.

Share

A economia japonesa sofreu com a alta de sua moeda, o Iene, em relação ao dólar americano, resultando em prejuízos para várias empresas do país e, principalmente, em queda nas exportações.

Ontem, dia 1 de dezembro, o Banco do Japão anunciou que irá injetar U$ 115 bilhões no mercado financeiro. Esta posição se deu após uma reunião de política monetária em situação de emergência.

A rápida valorização do iene e o impacto da deflação foram os elementos utilizados na avaliação do Banco do Japão para injetar fundos no mercado, antes que o novo pacote de estímulo econômico do governo fosse divulgado. O conselho concordou em oferecer recursos ao sistema financeiro para incentivar na redução das taxas de juros, tentando evitar uma recessão na economia do país.

Nesta terça-feira, os preços das ações de Tokyo se recuperaram devido a esta expectativa de injeção de fundos adicionais, pelo Banco Central. Além desse recurso para o ambiente financeiro, o governo decidiu aumentar a assistência às pequenas empresas japonesas, para evitar quebras. O ministro da Economia e Comércio, Masayuki Naoshima, declarou que o governo irá estender em mais um ano a garantia para os empréstimos a elas. O limite da garantia será de até 70 bilhões de dólares.

Para sustentar essas assistências, serão incluídos 12 bilhões de dólares no segundo orçamento suplementar para o atual ano fiscal, que tem fim em Março de 2010.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.