LOADING

Type to search

Investimentos chineses foram firmados com empresas brasileiras

Share

Antes do encontro entre os presidentes do Brasil e da China, economistas fazem previsões de novos acordos bilaterais. Para alimentar ainda mais essas previsões, o “Banco de Desenvolvimento da China” (CDB sigla em inglês) e a empresa Sinopec já apresentam acordos.

O “Banco de Desenvolvimento da China” confirmou um crédito que será concedido para a empresa brasileira de telecomunicações OI (ex-Telemar). A linha de crédito chegará a 1 bilhão de dólares para a compra de equipamentos, sendo que boa parte será comprada da empresa chinesa Huawei.

O financiamento, que terá o prazo de dez anos para ser honrado, deverá ser assinado nesta sexta-feira, dia 16 de abril de 2010, com a presença de Luiz Eduardo Falco, presidente da OI; Chen Yuan, presidente do Conselho do CDB e por Li Ke, principal executivo da Huawei.

Outra empresa chinesa marcando presença é a Sinopec, que irá participar em dois Blocos da Petrobrás no norte do país. Os Blocos BM-PAMA-3 e BM-PAMA-8, que foram arrematados na terceira e quinta rodadas de licitações da “Agência Nacional do Petróleo” (ANP), são Blocos em águas profundas da “Bacia do Pará-Maranhão”. Estes poderão ter a participação dos chineses em 20% no controle dos Blocos, assim como foi publicado pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

A empresa espera iniciar por meio destes Blocos, sua estréia na exploração e produção de petróleo no Brasil. A Sinopec já atua no país desde o ano de 2004 com a construção de trecho do “Gasoduto Nordeste Sudeste” (Gasene), inaugurado em março.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.