LOADING

Type to search

Portugal apresenta propostas de energias renováveis na China

Share

O “Ministro da Economia de Portugal”, Vieira da Silva, apresentou no dia 7 de junho, sexta-feira, propostas de energias renováveis na Cimeira anual organizada pela revista Newsweek; pela agência de informações financeiras Bloomberg e pela “Confederação de Empresas Chinesas”.

A busca chinesa por tecnologias sustentáveis vem abrindo portas para estrangeiros apresentarem suas propostas com objetivo de adquirir apoio e investimentos chineses.

Portugal tem intenção de servir como modelo para o desenvolvimento chinês, mas compete com outras nações com interesses comuns como é o caso do Japão e do Brasil.

Em entrevista a “Agência Lusa” de notícias, o ministro afirmou que “é um reconhecimento de Portugal como país que investe forte nestas áreas do crescimento sustentável (…). Vou falar da visão que temos dessa área e da experiência que temos tido nos diversos domínios, por exemplo, nas novas energias”.

Completou: “Um país que está a assistir a uma expansão de consumo como a China coloca problemas aos seus equilíbrios ambientais e aos equilíbrios ambientais em escala mundial”, devido ao aumento do consumo de energia.

Vieira da Silva não comentou sobre Portugal ser um exemplo aos chineses, mas o bom relacionamento entre Bejing e os países lusófonos, principalmente com Lisboa, pode ser vantajoso e pode trazer futuros acordos.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.