LOADING

Type to search

Share

O Japão está preocupado com a imagem de suas exportações para as nações vizinhas, principalmente as exportações de alimentos. Após a catástrofe da Tsunami seguida da crise nuclear causada pelo vazamento na “Usina de Fukushima”, muitos países diminuíram ou proibiram a importação de alimentos japoneses, por temerem uma possível contaminação.

Países como a China, Coréia do Sul e Índia atuam de forma controlada para permitir a entrada de produtos com uma “garantia” de que estejam em condições de consumo, e com os níveis de radiação dentro dos padrões internacionais. Essas medidas afetam o Japão em um momento delicado de sua economia, já que o país está em processo de recuperação e reconstrução.

Para reverter o quadro, autoridades japonesas estão operando com atualização de dados simultâneos, permitindo maior transparência da situação de Fukushima, controlando suas exportações, medindo e notificando os níveis de radiação destes produtos.

As embaixadas do Japão no continente estão encarregadas de amenizar as preocupações sobre a segurança alimentar. Atualmente, os embaixadores japoneses em Seul, se reuniram com autoridades do governo deste país e com empresários importadores esperando ter sucesso em aumentar suas exportações para os coreanos e para que os demais países percebam que não correm risco de contaminação.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!