LOADING

Type to search

China pode recuar quanto à decisão de câmbio flexível

Share

O “Banco Central da China” no último sábado, dia 19 de junho, anunciou que flexibilizará sua política cambial. Os EUA e a UE já vinham pressionando a China para valorizar sua moeda, mas, por motivos internos, Beijing ignorava o apelo vindo do Ocidente.

Dada a recente situação econômica dos mercados nacional e internacional e da balança de pagamentos da China, o ‘Banco Popular da China’ decidiu avançar na reforma do regime de câmbio do renmimbi* e aumentar a flexibilidade do tipo de câmbio”, anunciou o “Banco Central” chinês em comunicado oficial na internet.

O governo chinês pré-estipula a cotação de sua moeda, ou seja, trabalha com o câmbio fixo e não flutuante, como ocorre na maioria dos países. O motivo desta opção de câmbio é para não deixar sua moeda valorizar ou desvalorizar com as oscilações do mercado internacional, uma vez que, com o crescimento chinês, o “Yuan Renmimbi” teria uma valorização que poderia prejudicar suas exportações.

Após o comunicado, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou que “a decisão da China de aumentar a flexibilidade da sua taxa de câmbio é um passo construtivo que pode ajudar a salvaguardar a retoma e contribuir para uma economia global mais equilibrada”.

Embora as autoridades de câmbio do país tenha informado maior flexibilização de sua moeda, no domingo, dia 20 de junho, a mesma autoridade informou que não irá realizar uma reapreciação do Yuan, enfatizando que, em seu comunicado, a apreciação da moeda chinesa não teria sido mencionada. Existem dúvidas quanto à valorização ou não da moeda chinesa, pois, internamente, o governo está sofrendo pressão dos exportadores.

Analistas de todas as partes do mundo estão acompanhando os passos do banco central chinês, pois suas decisões podem afetar na economia global.

—————————————————————————————————————————————-

* Renmimbi é o nome da moeda chinesa, internacionalmente ela é conhecida como “Yuan Renmimbi” ou apenas “Yuan”.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!